terça-feira, 12 de agosto de 2008

Cadáver pede copo d'água na hora da autópsia

Indiano de 19 anos foi dado como morto depois megatumulto no templo. 'Acordei com a garganta seca no meio de vários corpos', lembra o rapaz.

Mange Ram, de 19 anos, perdeu a consciência depois de ser atropelado por uma multidão apavorada quando teve início um monumental tumulto no templo hindu de Naina Devi, na Índia, no dia 3 de agosto (domingo).

"Quando acordei, estava no meio de uma fileira de corpos esperando pela autópsia", disse Ram, ainda meio assustado, ao "The Times of India". "Minha garganta estava seca e eu pedi água. De repente, os médicos e enfermeiros do hospital Anandpur Sahib vieram pra cima de mim com cara de atordoados", lembra o rapaz. "Eles devem ter se espantado ao ver um homem morto voltar à vida desse jeito."

Na confusão, Mange Ram foi ensacado e enviado ao hospital, a 18 quilômetros do templo. Voluntários despreparados convocados para ajudar a pôr ordem na casa não perceberam que ele só estava desmaiado.

Fonte: G1