quinta-feira, 9 de julho de 2009

Não é 1º de abril: Ex-pastor da IURD cobra na Justiça R$ 1 mi por tempo de serviço

O ex-deputado Fausto Oliveira (PRB) está cobrando R$ 1 milhão da Igreja Universal do Reino de Deus (IURB), ação que está tramitando na Justiça Trabalhista. Segundo ele, “durante mais de 20 anos servi a igreja e, agora, estou buscando os meus direitos”, afirmou.

Fausto, que é suplente de deputado estadual, interpôs também uma ação civil contra integrantes da Universal, cuja igreja acabou expulso por causa de um vídeo que apareceu na internet. “Vou provar na Justiça que fui vítima de uma armação”, frisou o ex-parlamentar.

Ele disse que espera ganhar na Justiça Trabalhista a ação de indenização que move contra a Igreja Universal do Reino de Deus, cobrando tempo de serviço, “tudo que a lei me dá direito”, destacou.“Vou ganhar a ação e provar que fui vítima de uma armação”, ressaltou o ex-deputado Fausto Oliveira, que preferiu não revelar nomes das pessoas que provocaram a sua saída da igreja.

Fausto, que foi nomeado pelo governador José Maranhão para um cargo comissionado na estrutura administrativa do Estado, espera assumir a titularidade do mandato parlamentar. Ele depende da convocação de um parlamentar da bancada do PMDB para assumir um cargo de primeiro escalão para ocupar a vaga.

Paraiba.com.br/NC

Nota da Redação

Fausto Oliveira deveria ter vergonha de estar cobrando da Igreja Universal direito por tempo de serviço. Pelo visto ele esqueceu que igreja é uma casa de Deus, com um governo Divino, e não uma empresa. Não concordamos com a forma que ele alega ter sido expulso da igreja. A justiça tem que apurar a veracidade dos fatos.

Agora, que o ex-deputado está se tornando um escândalo para o evangelho, ao cobrar tempo de serviços para Deus, isso é claro.

Que ele consiga tirar dinheiro da Igreja Universal da mesma forma como ele tirava dos fiéis, mas que seja pela "armação", que ele alega ter sido vítima, e não por trabalhar para o Senhor.

Pr. Gomes Silva