quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Daniella dá adeus à "Casa de Félix Araújo"

Pr. Gomes Silva
A vereadora Daniella Ribeiro se despediu da “Casa de Félix Araújo” na manhã desta quarta-feira (15), durante a última sessão ordinária do ano. A partir de 2011, ela vai estar na Assembléia Legislativa do Estado como deputada estadual. O mandato foi conquistado nas últimas eleições.

A futura deputada iniciou sua despedida em tom baixo e tranqüilo, mas não agüentou por muito tempo a emoção que submergiu o seu ser. Às lágrimas desceram rosto abaixo, denunciando a dor da partida, já que ela estava deixando para traz um grupo de amigos que ela formou nesses dois últimos anos, além do convívio direto com o povo de Campina Grande, embora ela tenha assegurado que permanecerá residindo na cidade.

Que Daniella tenha na “Casa de Epitácio Pessoa” o mesmo comportamento que marcou a sua passagem pela “Casa de Félix Araújo”.

Lei Maria da Penha para agressão entre namorados

Projeto de Lei aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) estabelece que o namoro configura relação íntima de afeto das pessoas para a aplicação das penas previstas na Lei Maria da Penha. Como o projeto foi aprovado em caráter terminativo, se não houver recurso para votação em plenário, ele segue para discussão e votação no Senado.

A Lei Maria da Penha garante o atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. A lei também estabelece que a polícia ofereça proteção à vítima e comunique de imediato ao Ministério Público e ao Judiciário, além de dar toda a assistência à mulher em situação de violência doméstica e familiar.

Fonte: Iparaiba

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Deixe o “Veinho” inaugurar hospital

Por que será que não querem que Maranhão inaugure o Hospital de Traumas de Campina Grande?

Até agora não engoli essa investida das oposições contra o governador José Maranhão, agora, insistindo para que ele não faça a inauguração do Hospital de Trauma até o final do seu mandato.

Antes da eleição, diziam com razão que o hospital não estava concluído. Concordo plenamente com esse ponto de vista. Contudo, agora, quando as obras estão no fim, a rapaziada adversária está ocupando todos os espaços possíveis para denegrir a imagem do governador por conta de alguns reparos na cozinha e na lavanderia.

A luta é tão grande para “Zé” não colocar a placa com seu nome do hospital, que agora estão dizendo que aquela casa hospitalar não tem condição de funcionar; que não dá tempo treinar os funcionários. Mas são tantas frases pronunciadas que resolvi perder uma madrugada de sono para analisar o caso.

E cheguei a seguinte conclusão:
1. A turma contra o governador não quer que ele inaugure o hospital simplesmente para o seu nome não figurar na placa. Mas quem construiu mais de 70 por cento do “Traumas”? Foi “Zé” ou um espírito zombeteiro?

2. O que essa turma quer é evitar que Maranhão faça a festa. Isto porque, conseguindo abortar a idéia de “Zé”, o hospital do Trauma de Campina Grande seria inaugurador por Ricardo Coutinho e Cássio Cunha Lima, entre outros.
Que besteira!

Agora, essa turma não sabe que uma obra pode ser inaugurada antes mesmo da conclusão dos últimos detalhes.

Câmara Municipal festeja o Dia da Bíblia

A Câmara Municipal de Campina Grande realizou Sessão Especial na noite desta quinta-feira (9) na Igreja Congregacional El-Shaddai em comemoração ao Dia da Bíblia. A solenidade atendeu à solicitação da Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil e do Exterior – OMEBE, presidida pelo esforçado pastor Clélio Cabral de Melo.

Sem respeito
A OMEBE é a mesma entidade que congrega os pastores do Estado, especialmente de Campina Grande e região. O que me chamou a atenção foi o pequeno número de pastores que honraram o convite, numa demonstração, clara, que a maioria não está nem aí para o que acontece no meio evangélico. Pois nem no dia da Bíblia eles conseguem honrar a roupa de Ministro que vestem. Claro. Alguns faltam por causa de compromissos assumidos anteriormente. Mas, na maioria, é uma vergonha!

Reflexo no rebanho
Já vi muitos pastores reclamando da ausência de ovelhas em determinados cultos de sua igreja. Esperneiam, falam alto, proferem palavras que não me convém menciona-las. Mas esses não têm um tico de razão de assim proceder, pois, eles próprios, não dignificam a entidade que lhes representa.

O que houve de bonito?
Sem dúvida alguma a sessão, misturada com culto, foi uma bênção. Quem não foi, perdeu. Três belíssimas apresentações: Coral João Clímax Ximenes, Presbítero Raimundo e Chama Ardente.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

CELULAR AINDA É UM DESAFIO EM ALGUNS LUGARES

A tecnologia está avançadíssima. E não há nenhuma dúvida. Na área da telefonia, nem se fala. Hoje, é possível alguém se comunicar com qualquer outra pessoa a milhares de quilômetros sem qualquer incômodo de um cabo auxiliar.

Só que, vezes, o sinal é um empecilho em determinados municípios, a exemplo de São Miguel de Taipu a poucos quilômetros de João Pessoa.

Na Comunidade Engenho Novo, comunicar-se com alguém via celular é uma tarefa que exige paciência e sacrifício, como se pode ver na foto. Essa jovem, cujo nome fazemos questão de não citar, teve que subir numa goiabeira na esperança de falar com a mãe, que estava fora de casa.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Alunos do Projovem recebem certificados

No último dia 30, na AABB, de Campina Grande, aconteceu importante solenidade que marcou a entrega de Certificados do Ensino Fundamental e Qualificação Profissional dos alunos que concluíram o Projovem Urbano, na cidade.

Trezentos e oitenta alunos, que começaram em abril de 2009 concluiram a fase e receberam seus certiticados. Outros 350 receberão posteriormente, quando da conclusão da próxima etapa de exame, que deve acontecer no dia 16 de dezembro.

Agradeço a Deus e ao vereador Fernando Carvalho, líder do PMDB na Câmara Municipal de Campina Grande, por ter nos dado a responsabilidade de representá-lo nessa solenidade. Na ocasião, Carvalho estava recepcionando o governador José Maranhão que visitava a cidade com o objetivo de inspecionar as obras em andamento na Rainha da Borborema.

Tropa de Elite 3 - Uma história real.

Renato Vargens

O sucesso do filme Tropa de Elite 2, contribuiu em muito para a construção de uma melhor imagem da Policia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Soma-se a isso o fato de que em virtude da guerra contra o tráfico, o BOPE, (Batalhão de Operações Especiais) desempenhou no dia de ontem de forma inteligente e brilhante a retomada de um conjunto de favelas (Complexo do Alemão) que a muito estava nas mãos da bandidadem. De fato , foi impressionante assistir pela televisão, centenas de marginais fugindo desesperadamente do poder beligerante do Estado.

Pois é, diante disto, tanto cariocas como fluminenses, que por um longo e tenebroso inverno tem sofrido em virtude da truculência da bandidagem, elegeram os soldados do BOPE, como os heróis do Brasil.

Hoje, os jornais, as rádios, a internet e a televisão, bem como toda sociedade civil aplaudiram de pé as ações efetivas e decisivas da policia no Complexo do Alemão.

Caro leitor, acredito que o fato da policia carioca ter resgatado de forma mágica o apoio da população, aponta exclusivamente para o surgimento de um novo "caso de amor" entre o cidadão e a polícia. Entretanto, apesar dos avanços do Rio, é importante que o carioca compreenda que muita coisa ainda precisa ser feito, e que se não houver vontade politica por parte dos governantes, lamentavelmente ainda experimentaremos dias dificeis.

Isto posto, afirmo sem titubeios que nem só de heróis vivem os homens. O problema da violência no Rio de Janeiro não se resolverá somente com incursões cinematográficas do BOPE nas favelas. Ações práticas e emergenciais precisam ser tomadas, a polícia necessita ser melhor remunerada, o efetivo policial precisa ser capacitado e treinado, a educação precisa ser priorizada, políticas públicas saudáveis, não assistencialistas precisam ser aplicadas, além do estabelecimento de uma parceria sólida entre sociedade civil, governo e policia militar.


Cidadão carioca e fluminense, o problema da violência é de TODOS, a violência atinge a TODOS, e sem a participação e engajamento de TODOS, estaremos fadados ao caos e a dor.


Chorando e orando pelo Rio.

Apostasia Dissimulada

John F. MacArthur Jr.

Como os Falsos Mestres se Introduzem Furtivamente na Igreja?

Você pode não reconhecer, necessariamente, um falso mestre pela sua aparência. Afinal de contas, todo líder religioso falso é “religioso” por definição. Ter uma aparência de santo é uma parte do “perfil de emprego” dele. Jesus se referiu aos promotores de religião falsa como lobos e pele de ovelhas (Mateus 7.15) e “sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas ... cheios de ossos de mortos e de toda imundícia” (Mateus 23.27). Em outras palavras, a religião deles é uma tentativa de camuflagem sagaz.

. “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores” (MT 7.15) ACF. “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia” (Mt 23.27)ACF

Assim como os fariseus que Jesus qualificou com essas palavras, muitos dos falsos mestres são hábeis em fingir piedade. A máscara deles pode ser bastante convincente. Eles mantêm uma máscara de encanto e de inocência, cuidadosamente lustrada – e, pelo menos, a aparência de algum tipo de “espiritualidade”. Eles aparecem habitualmente com sorrisos permanentes, palavras cordiais, personalidades agradáveis e vocabulário cheio de palavras bíblicas e espirituais. (...)

Em geral, eles fazem um bom trabalho de imitar o fruto do Espírito Santo. Disfarçam-se como ministros de justiça cf. (2Coríntios 11.14-15). Parecem bem sinceros. Eles se mostram, falam e parecem inofensivos. Sabem empregar linguagem que soa espiritual. Conseguem até citar a Escritura com certo grau de habilidade. Conhecem suficiente bem a verdade, a fim de usá-la para atingir seus próprios propósitos – e, às vezes, se protegem atrás de uma verdade, enquanto atacam outra verdade. Sabem exatamente como conquistar a confiança e aceitação do povo de Deus. (...)

Parece que o inimigo semeia seu joio aonde quer que o evangelho vá. O Novo Testamento indica que falsos mestres surgiram bem cedo, de quase todos os lugares alcançados pela igreja primitiva. Não esqueça que todos os escritos do Novo Testamento abordam, em um ou outro momento, a questão do falso ensino dentro da igreja. (...) Ele (Cristo em Apocalipse 2.2, 6,9) repreende aqueles que parecem não ter consciência do problema – ou aqueles que (pior ainda) toleram deliberadamente os hereges em suas congregações (Apocalipse 2.14-16,20). (...)

. “Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem. Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio. Arrepende-te, pois, quando não em breve virei a ti, e contra eles batalharei com a espada da minha boca”

. “Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria” (Ap 2.20)ACF

A maneira de Paulo lidar com os judaizantes é a única maneira correta de responder aos falsos mestres que corrompem ou comprometem elementos essenciais do evangelho. Devem ser desmascarados e revelados como eles realmente são; e suas doutrinas, refutadas com a proclamação clara da verdade proveniente das Escrituras. Foi exatamente isso que Judas pediu (verso 3), quando nos ordenou a batalharmos diligentemente pela fé. (...)

Os hereges continuam a surgir de dentro da própria igreja e a exigir reconhecimento e tolerância da parte dos cristãos, enquanto se esforçam muito para subverter os próprios alicerces da fé verdadeira. Estão até repetindo todas as mesmas mentiras (condenadas no passado). É necessário que seus ensinos sejam confrontados e claramente refutados com a clara verdade da Palavra de Deus. O apóstolo Paulo disse algo semelhante, mas em linguagem mais enfática: “É preciso fazê-los calar” (Tito 1.11). (...)

“Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância” (Tt 1.11)ACF

A queixa deles (crentes descompromissados e ou hereges) se tornou um refrão familiar: “por que você não pega mais leve? Por que não diminui a campanha para refutar as doutrinas com as quais você não concorda? Por que você critica constantemente aquilo que os outros cristãos estão ensinando? Afinal de contas, todos cremos no mesmo Jesus”.

Mas as Escrituras nos advertem, com clareza e reiteradas vezes, que nem todos aqueles que declaram crer em Jesus realmente crêem. O próprio Jesus disse que muitos alegariam conhecê-Lo, sem realmente conhecê-Lo (Mateus 7.22-23). Satanás e seus ministros sempre se disfarçam de ministros de justiça (2Coríntios 11.15). Não ignoramos as armações ardis de Satanás (2Coríntios 2.11). Afinal, essa tem sido a estratégia dele, desde o início.


Vocês conhecem alguém que se encaixa nestas características? Que como no início da argumentação do MacArthur, se mostram sorridentes, piedosos, amorosos, “abençoadores”, sempre com uma palavra de conciliação e de ajuda? Infelizmente, eu conheço vários. Conheço também, minha responsabilidade de não me conformar a essa situação. Faço coro a Judas:
“Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos” (Jd 3)
E você???

Referências:
(1) A Guerra Pela Verdade – Lutando por certeza numa época de engano – John F. MacArthur Jr – Fiel, p. 110-112, 114, 120, 127-129;
(2) Judas 3.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Integridade: Uma raridade

Pr. Gomes Silva

Fui a uma livraria evangélica hoje (18/11) e passei a vista em um texto do livro “Evangelho Maltrapilho”. E encontrei uma frase que até agora permanece firme na lembrança. O escritor, sem medo de escrever e de fazer o leitor seguidor de Cristo criar vergonha, “arrebentou”:

- Integridade (akeraiótita) é algo tão importante que se tornou uma raridade dentro da igreja.

Ao ler a frase, o impacto não podia ser diferente. Bateu-me uma tristeza profunda no coração. Não que eu tenha perdido minha retidão. É que existem muitos líderes e ovelhas, que estão dentro das igrejas sem um referencial cristão; sem as marcas de Cristo. Pelo contrário, estão vivendo nas comunidades evangelizadoras sem consciência do que isso representa.

Mas o que é Integridade? é ser aquilo que dizemos que somos. A Bíblia diz no Salmos 25:21 “A integridade e a retidão me protejam, porque em ti espero.” na realidade ela passou muito longe do ministério de muitas lideranças.

Esta é uma das razões pelas quais está se tornando muito difícil a pregação do Evangelho, seguida de conversão a Jesus Cristo, mesmo sabendo que o agir é do Espírito Santo. Os maus exemplos estão nas ruas e seus atores não conseguem esconder.

Até quando?

sábado, 6 de novembro de 2010

Quem morre sem Cristo vai para o céu ou para o inferno?

Pr. Gomes Silva

Por mais que alguns desavisados digam que o inferno não existe; que ele é aqui mesmo na terra, onde vive-se em meio a diversas intempéries, essa é uma realidade que muitos irão enfrentar pelo resto da vida após a sua morte física (existe a morte espiritual).

A Bíblia descreve em vários versículos a impossibilidade de alguém chegar ao céu sem passar pela cruz. Aquela mesma em que Cristo morreu para pagar pelos pecados da humanidade (Isaías 53:1-7), mais precisamente daqueles que aceitarem o Filho como seu Salvador, passando, então, a ser considerado e chamado também de filho de Deus (João 1:12).

Em João 3:16 está escrito: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Mais adiante, no capítulo 14, versículo 6, o próprio Jesus, afirma: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim”.

E não é só isso, não. Em Atos, Lucas avisou a Teófilo (1:1), que “não há salvação em nenhum outro; porque abaxido do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvados” - 4:12. Já o apóstolo Paulo, ao escrever sua primeira carta ao filho na fé, Timóteo, 2:5, diz: “Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem”. O mesmo Paulo assegura que “Fiel é a palavra e digna de toda aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores...” – 1 Timóteo 1:15.

Para os que ainda continuam de pé, vivendo bem ou mal aqui na terra, nunca é demais avisarmos que, enquanto vida, haverá esperança de salvação. Contudo, ela só será conquistada a partir do momento em que aceitar Jesus Cristo como seu Salvador, como vimos nos textos bíblicos acima citados.

Manter-se longe do Senhor e permanecer no pecado não é nada recomendável. Afinal, assim continuando, o homem estará caminhando para o inferno, conforme Romanos 6:23 – “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”. Por isso, não existe outro meio, outra alternativa para o homem chegar ao céu a não ser por meio de Jesus Cristo.

Outro versículo que assegura morte eterna para aqueles que abdicam da fé em Cristo é João 3:36: “Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus”.

Em assim sendo, não tenho dúvida: Ninguém vai ao Pai senão por meio de Jesus Cristo. E se isto não acontecer, obviamente, quem morrer sem Cristo vai morar com o capeta e seus asseclas.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Cássio Cunha Lima não é Jesus Cristo

Pr. Gomes Silva

Ao usar a Tribuna da Câmara Municipal, durante a sessão ordinária de ontem (4), a vereadora Ivonete Ludgério, foi muito infeliz ao comparar Cássio Cunha Lima a Tiradentes e Jesus Cristo.
- Quero me solidarizar a Cássio Cunha Lima pela perseguição e o sofrimento que vem enfrentando. Comparo o sofrimento de Cássio ao de Tiradentes e ao de Jesus Cristo -, disse Ivonete.

Em seguida, ela pensou, pensou e tentou desfazer o que dissera:
- Quero deixar claro que não estou endeusando Cássio.

Ivonete, a quem tenho grande respeito e admiração pela postura dela na "Casa de Félix Araújo", foi infeliz, pois nenhum outro homem, a não ser Jesus Cristo, que derramou sangue e foi pregado numa cruz, morreu para dá vida com abundância àqueles que venham arrepender-se de seus pecados. Hoje, muitos sofrem, mas pensando em manter seu destaque social ou sua posição privilegiada na política.

Cássio é simplesmente um ser humano pecador e uma liderança política. Não um deus, como muita gente, assim como Ivonete, está alardeando pelos quatro cantos do nosso Estado, inclusive pessoas que se dizem conhecedoras da Palavra de Deus.

Aliás, a essas pessoas eu recomendo a leitura dos livros bíblicos de Daniel, Esdras, Neemias, Ezequiel e Malaquias. Certamente, a visão delas quanto aos políticos, atualmente, vai mudar. E muito.

Disse Jesus:
Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus - Mateus 22:29.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Ricardo ganhou, e agora?

Pr. Gomes Silva

O ex-prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho, ganhou a queda de braço contra José Maranhão na disputa pelo Governo da Paraíba. Resta saber se a sétima estátua, de um possível pacto com o capeta, será realmente edificada em João Pessoa ou em alguma cidade do interior. Que não seja em Campina Grande nem em Picuí.

Agora, caso seja confirmado esse pacto, resta tão-somente a Igreja de Cristo ser mais vigilante no seu dia a dia, pois, como vimos, mesmo que tenha vindo à tona essa questão envolvendo RC com as forças do além, muitos pastores tiveram a coragem de referendar a candidatura ricardista nas urnas. Não levaram em consideração o que fora propagado no Estado, a partir da Capital.

Mesmo que não tenha sido feito esse pacto e por mais que se diga que são apenas obras de artes, essas estátuas em locais estratégicos de João Pessoa são muito estranhas. Algumas são terríveis a exemplo da Pomba-gira e aquela que tem na sua parte inferior uma imagem de satanás (embora não se tenha uma foto do inimigo de Deus, mas muitos a têm como sendo satanista).

Ricardo Coutinho também precisa explicar a questão das igrejas que quase foram fechadas pela Justiça da Capital. Se RC vai fazer no Estado o que fez em João Pessoa, as igrejas evangélicas vão enfrentar grande perseguição por parte do titular do Palácio da Redenção, confirmando as previsões de que as frases usando o nome de DEUS eram simplesmente uma maneira de esconder uma realidade "negra" na vida política do Coutinho.

Ouvi do próprio Ricardo Coutinho dizer, durante a primeira entrevista coletiva depois da vitória, que será o governador de todos os paraibanos. É o mais obvio de tudo que aconteceu nesse pleito. Agora, vamos esperar para ver na prática.

Será que os eventos evangélicos do Estado terão vez, voz e recursos destinados para as entidades promotoras?

Vamos esperar para ver no que vai dá essa vitória de Ricardo Coutinho.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

VEJA AS PÉROLAS DA CANDIDATA DO PT

Ex-governador ainda continua ao lado de RC

Pr. Gomes Silva

Quem pensou como eu, enganou-se. O ex-governador Cássio Cunha Lima passou vários dias fora da campanha de Ricardo Coutinho neste segundo turno. Porém, apareceu, sim, recentemente durante carreata em várias cidades do Estado, inclusive em Campina Grande.

Todavia, continua com o mesmo pensamento. A aliança Ricardo Coutinho-Cássio Cunha Lima talvez não veja a chegada do novo ano, mesmo que seja vitoriosa no próximo domingo. Afinal, quando dois bicudos se juntam só se espera alguma “novidade”.

O único que pode evitar estardalhaço nessa aliança é o deputado federal Rômulo Gouveia, hoje, vice na chapa encabeçada por RC.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Cássio: Uma liderança dependente de tribunais

Pr. Gomes Silva

Que Cássio continua sendo uma grande liderança da Paraíba e do Brasil, ninguém tem dúvida. Mesmo errando – tanto é que foi afastado do Governo do Estado em 2009 -, o filho do poeta e intelectual Ronaldo Cunha Lima vem mantendo o respeito dos paraibanos, especialmente do povo de Campina Grande. Eleito senador pelo PSDB, ele conseguiu a extraordinária votação de mais de um milhão de sufrágios. Porém, em vão. Pelo menos na opinião da maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral que o considerou inelegível para as eleições deste ano.

Cássio havia perdido o mandato de governador após sua condenação por abuso de poder político e econômico e uso indevido dos meios de comunicação para tentar influir na eleição de 2006.

Essa derrota no TSE abalou a estrutura política de Cássio, que passa a ser uma referência inquestionável de “ficha suja” no País, embora a gente conheça o lado sério e administrativo dele. Para apagar essa imagem negativa a última esperança é o Supremo Tribunal Federal (STF) a quem ele deve recorrer da decisão do TSE. Só que o Supremo vai dizer apenas se o “Ficha Lima” vale ou não para as eleições deste ano. O que, infelizmente, será feito com muito atraso.

Eu, particularmente, “entendo quase nada” de processos eleitorais, porém sempre acreditei que Cássio estava mesmo inelegível. Ora, anos anteriores, o prefeito de Baraúna, Severino Pereira Gomes, foi condenado e afastado do posto simplesmente por ter sido acusado (sem provas, conforme fora relatado no processo - o que não entendi até hoje) de distribuição de ordens para a compra de cimento outro Município, no caso Picuí, quando nem candidato era em uma das duas cidades. O de Cássio era mais grave, pois envolvia a distribuição de 35 mil cheques da FAC além de propaganda indevida através do Jornal A União. Essa foi também o entendimento do relator, Ministro Aldir Passarinho Junior, para quem Cássio não poderia ter sido candidato porque a Lei “Ficha Limpa” estabelece que ficam inelegíveis por oito anos, contados a partir da eleição, os políticos que foram condenados por órgãos colegiados por abuso de poder.

Perguntas para tirar dúvidas

Pr. Gomes Silva

Não tem nada pior do que estar em dúvida e não ter ninguém para consultar. Claro, para tudo tem uma resposta, menos para os mistérios de Deus. Só que há, em muitas ocasiões, dificuldades para encontrar as respostas. Por isso, temos que indagar.

1. Por que Ricardo Coutinho não pergunta a Zé Maranhão o motivo pelo qual não concluiu as casas que foram iniciadas em Campina Grande, ali próximas às Três Irmãs, na administração do ex-governador Cássio Cunha Lima?

2. Afinal, quem está com a razão quanto ao Hospital de Trauma de Campina Grande: Quando Cássio foi afastado do Governo, o hospital estava com 10-15% de sua construção pronta, conforme disse o governador José Maranhão, ou Ricardo Coutinho, que afirmou no debate desta quinta-feira (21), na TV Borborema, que Maranhão pegou a obra com 80% concluída?

3. O vereador Fernando Carvalho vai receber, mesmo, o apoio de Veneziano, Vitalzinho, Nildinha e Zé Maranhão na corrida pela Prefeitura de Campina Grande em 2012? É o que povo da cidade espera.

4. Afinal, Ricardo Coutinho fez ou não fez o tal pacto com satanás a quem, segundo as informações, consagrou João Pessoa? As estátuas existem, mas qual a opinião do povo de João Pessoa?

Se você tem resposta para alguma dessas perguntas, envie para pr.gomessilva@gmail.com

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Voto idólatra também atrapalha

MUITOS VOTAM E DEFENDEM ALGUÉM SEM PROCURAR SABER SUA PROCEDÊNCIA
Pr. Gomes Silva

Não sou comentarista político, mas vez por outra escrevo alguma coisa a respeito. Depois de mais de vinte e cinco anos metido a estrategista de campanhas municipais na Região do Curimataú, resolvi dá um tempo nessa área, principalmente a partir do momento em que fui convocado por Deus e consagrado Ministro do Evangelho. Doze anos depois, estamos de volta para ajudar a alguns amigos. E tenho visto tristes realidades. Uma delas é o “voto idólatra”. Aquele que o cidadão deposita na urna, prestigiando um candidato porque tem “paixão” por outro agente público que o apóia, e que, mesmo sem conhecer o agraciado com seu sufrágio, passa a defende-lo com unhas e dentes, sendo capaz, inclusive, de apagar de sua própria memória os erros cometidos por aquele político.

Se se o agente apoiador deixar de lado determinada candidatura, logo o eleitor, que antes defendia também aquela bandeira, segue os passos do seu “guru político”. Se possível até falado contra o “ex-excelente”. Ou seja, muito votam, sim. Não por ideologia, por convicção, por compreender uma proposta de governo, pelo trabalho já realizado por alguém que esteja pleiteando um cargo público, mas por atenção a alguém. Exemplo: Ele decide votar no pior dos candidatos, desde que ele esteja recebendo o apoiamento do seu ídolo.

Na condição de Ministro do Evangelho – mesmo respeitando a opção religiosa de cada um, desde que não fira os princípios da Palavra de Deus nem afete as questões morais -, entendo que para votar devemos observar o seguinte no candidato:

1. Ele é ficha limpa ou continua enrolado em seus problemas administrativos do passado...
2. Ele já esteve no mesmo cargo? E cumpriu pelo menos 50% das promessas de campanha...
3. Quais as procedências dele em sua vida particular e pública...
4. Ele tem sido parceiro do Reino de Deus ou das trevas?
5. O que ele tem como proposta, caso seja eleito?

Muitos, no entanto, trocam o trabalho, o controle administrativo da nação, Estado ou Município pela boniteza de uns, palavras bonitas de outros ou ainda pelas promessas mirabolantes de boa parte dos candidatos.

Tenho certeza que se a gente fosse mais criterioso na hora de votar, certamente a classe política pensaria duas vezes ou mais antes de aprontar para cima do eleitor a quem desrespeita continuamente.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Só era o que estava faltando à política da PB

Legalize Já?: Ricardo diz que vai combater as drogas, mas defende a legalização da maconha
Fonte: www.jampanews.com

Perguntar não ofende. Quando o guia eleitoral da coligação Uma Nova Paraíba diz que vai implantar uma política de combate as drogas nas escolas estaduais esta assumindo que a estratégia central desta política será a defesa da liberação da maconha para atropelar os traficantes e legalizar a relação juventude x maconha?

No programa deste domingo o guia de foi claro ao afirmar que numa hipotética gestão Riçado Coutinho haveria uma política de combate as drogas nas escolas.

Só estou questionando se Ricardo acredita que a legalização da maconha ajuda a combater o traficante porque ele próprio defendeu isso em uma entrevista que está sendo repercutida na internet.

Ouçam o que ele diz. Não há trucagem, não é montagem, é a voz de Ricardo sim e deixa claro que defende a legalização da maconha.



Perguntar não vai faz mal

Pr. Gomes Silva

Alguém pode me dizer a razão pela qual Cássio Cunha Lima não é o coordenador da campanha de Ricardo Coutinho, como foi amplamente divulgado logo após o término do primeiro turno?

É verdade que na segunda-feira seguinte à vitória do socialista, durante reunião de campanha, Ricardo e Cássio Cunha Lima discutiram asperamente, resultando no afastamento de Cássio da campanha?

Por que será que já não se vê Cássio, Efraim e Ricardo Coutinho juntos nas carreatas, concentrações na Capital e nas cidades do interior?


O que será mesmo que aconteceu? A Paraíba está querendo saber. E eu também.

Pelo visto, a "aliança" entre Cássio e Ricardo acabou muito antes das minhas previsões, que eram para depois do segundo turno.

Como já escrevi anteriormente, a política tem cada uma que, se fosse contada, até os bezerros de "seu" Chiquim iriam às lágrimas.



sábado, 16 de outubro de 2010

Crack põe vida em risco

Ilustração google
Pr. Gomes Silva

É impressionante o número de usuários da droga em todos os Estados. Jovens, adolescentes e adultos arriscam suas próprias vida para alimentar o vício, terminando por cair no caminho que eles mesmo criaram. A família sofre, os vizinhos sofrem e a esperança de um futuro melhor “morre” escorada no crack.

Pelo que se sabe o crack tem efeitos devastadores, pois age muito rapidamente deixando os rastros da maldade na vida do neófito. Ele não respeita idade. E dificilmente o usuário consegue largar o vício sem o devido tratamento.

Na Paraíba, o índice de usuários da droga é muito alto. A meta do Governo Estadual é firmar parcerias com entidades cristãs na tentativa de recuperar os viciados. E não será fácil. Todavia, em Cristo Jesus vale a pena lutar bravamente para dá um futuro decente a tantos que perderam o rumo da própria vida.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Dinheiro é bom, mas atrapalha...

Pr. Gomes Silva

“Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto” – 1 Pedro 5:2.

Desde que Deus me chamou para o ministério pastoral observo esse texto como forma de me policiar contra muitas adversidades que vêm para atrapalhar. A palavra do Senhor diz que não podemos pastorer por torpe ganância.

O dinheiro é uma maravilha para resolver problemas. Mas quando passa a ser motivo de discordia, de divisão por conta da ganância se torna maldição. Esse é o meu entendimeto.

Existem muitos líderes que estão nos campos missionários unicamente pensando no “quanto vou receber”. Além disso, promovem o “arrocho dizimal” exigindo das ovelhas o que elas não podem dá. E usam expedientes nada recomendáveis, como campanha do sabonete ungido, do sal grosso, do sangue nos umbrais.

Mas existem aqueles que não se conformam com o que a igreja lhe dá e fazem peregrinação pelas casa das ovelhas para encurralá-la e ter o controle de exigir.

Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará

Pr. Gomes Silva

Estava em casa, “louco” para ouvir as “novidades” do Guia Eleitoral. De um lado, o governador José Maranhão, que tenta a reeleição; do outro, Ricardo Coutinho, ex-prefeito de João Pessoa, tentando chegar ao Palácio da Redenção.

De Maranhão, ouviu-se mais questões relacionadas ao aumento salarial dos policiais (militar, civil etc.,), mas a surpresa veio de Ricardo. Apavorado com as informações dando conta de que ele havia feito um pacto com satanás, o ex-prefeito pessoense tratou de se defender e acusar. Atirou acusações para todos os lados. E pelo visto ainda não acertou ninguém.

Para se livrar de comentários piores, Coutinho recorreu à Bíblia para dizer: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

Contudo, a história continua mal contada e o versículo mal posicionado.

Ricardo lamentou, lamentou. Tentou sensibilizar o eleitor com frases de efeitos numa tentativa de parar a onda corrente pelos quatro cantos da Paraíba de que ele fizera um pacto com satanás cuja incumbência dele era colocar 7 estátuas na Capital. As estátuas existem – mesmo sendo consideradas obras de artes -, e estão nos lugares. Se são frutos de pactos, eu não sei. Uma coisa é comprovada: as “obras” têm nomes estranhos: Porteiro do Inferno, Cavalo do Cão, Infeliz das Costas Ocas. E foram colocados na administração dele.

Ricardo disse que a verdade liberta. Só que, pelo visto, ele ainda não conheceu essa verdade. Por que? Porque está envolvido com tanta coisa que termina deixando suspeita quanto ao que ele crê. Ele afirmou que vai à missa, ao culto ecumênicos, as manifestações ligadas candomblé e que todos têm que respeitar sua posição.

Ricardo, conheça a Verdade: Jesus Cristo, e ele vai te libertar de tudo isto que hoje admiras ou praticas (não sei).

Essa verdade é pra quem crê em Cristo Jesus.

MUDANDO DE ASSUNTO

Kaká pode deixar a Renascer em Cristo

Dentro da Renascer em Cristo, são fortes os comentários de que Kaká está deixando a instituição, informou a coluna Zapping, do jornal Agora.São Paulo.

O jogador estaria descontente com a administração da igreja. Ainda segundo a coluna, há dois meses, uma parte do teto da sede da Renascer na Mooca, na zona leste de São Paulo, teria caído sem deixar feridos. Kaká teria consultado um perito e constatado a negligência.

Em janeiro de 2009, o teto de um templo no Cambuci, na zona sul, também desabou, deixando nove mortos e 106 feridos. A assessoria da igreja negou o novo desabamento e disse que o templo da Mooca passa apenas por reformas. A assessoria de Kaká afirmou não ter autorização para tratar dos assuntos religiosos do jogador.


Do Terra

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Católicos e Evangélicos se unem e desmentem Dilma Rousseff

A união faz a força de Católicos e Evangélicos nas eleições 2010

A candidata do PT Dilma Rousseff, tem tentado calar a voz de Evangélicos e Católicos que rejeitam o posicionamento dela quanto às questões que são irrevogáveis quando se pisa no terreno da Fé. Dilma no primeiro turno já tinha até tirado fotos com a faixa de presidente para serem publicadas no dia 04/10 após a apuração. Ela, no entanto, não contava com a união de Católicos e Evangélicos em cima da questão.

Já neste segundo turno Dilma mudou de estratégia e está dizendo que existe uma “fábrica de boataria” e atacou diretamente os religiosos que são pregadores da Verdade. Este fato fez com que alguns expoentes do meio Evangélico e Católico se pronunciassem contra mais uma mentira de Dilma Rousseff.

O pastor Silas Malafaia, um dos grandes pregadores Evangélicos do Brasil, e que pertence a Assembléia de Deus Vitória em Cristo manifestou o desagrado na TV e desmentiu a candidata quanto as questões do aborto, do casamento de homossexuais e outras práticas de degradação. No vídeo abaixo ele faz a sua manifestação.

Pastor Silas Malafaia


Por outro lado, a Igreja Católica, também não se cala diante de tal acusação de Dilma Rousseff quanto as “mentiras”, segundo ela, ditas contra a sua pessoa.

Desta vez quem desmente a candidata é o Padre José Augusto em rede nacional pela TV Canção Nova. O padre chama os fiéis para uma reflexão neste segundo turno e que os valores cristãos não podem ser sufocados pela iniquidade.

Padre José Augusto: 1ª Parte


Dom Aldo Di Cillo Pagotto, Arcebispo Metropolitano da Paraíba, faz pronunciamento relativo às eleições. Graves denúncias contra o Partido dos Trabalhadores (PT). Mais um registro importante contra a acusação de boatos: são fatos concretos e documentados e a origem das denúncias é clara.

A verdade é que a cada dia o número percentual de pessoas que poderiam votar em Dilma no segundo turno está diminuindo o que levou a direção do partido a acender o alerta “vermelho”. Com isso a candidata começou a atacar pessoas de bem como pastores e padres que estão somente dizendo a verdade sobre a sua fala e sobre os documentos de seu partido. A própria candidata confessa em vídeo que é favorável a prática abortiva pelo Sistema Único de Saúde, como pode ser verificado no vídeo abaixo.

Com a palavra, Dilma Rousseff


No meio da imprensa já corria o boato de “salto alto” do PT, visto que, Dilma posou com exclusividade para a revista como presidente eleita: enrolada em uma bandeira do Brasil para a edição da revista Dinheiro e com uma réplica de uma faixa presidencial para a IstoÉ, publicação carro-chefe da Editora 3.

O que chamou a atenção de alguns assessores da campanha de Dilma foi o salto alto da candidata, comprovado naquele momento pela atitude de Dilma que dizia: “vamos, vamos, fotografa logo, já estou cansada, vamos”. Dilma usava um “tailleur” vermelho e foi clicada por Roberto Castro, fotógrafo da IstoÉ. Profissional experiente, Roberto dava cada gota de seu suor pelo pouco tempo que teve para fazer a foto de maior importância do cenário político brasileiro.
3 Responses“Católicos e Evangélicos se unem e desmentem Dilma Rousseff”

Fonte: Rádio Itaperuna FM

terça-feira, 12 de outubro de 2010

A política está pegando fogo, menino!

Dilma precisa é ler a pesquisa Datafolha, explicar Erenice e respeitar os cristãos! Não pode ir à missa por causa de eleição!


Pesquisa Datafolha evidencia que mais leitores desistiram de Dilma por causa de Erenice Guerra do que por causa de sua opinião sobre o aborto — ao menos até o primeiro turno. Depois disso, o escarcéu religioso ficou por conta do PT. É brutal o esforço do partido para caracterizar Dilma como aquilo que ela não é: uma católica fervorosa! E isso cheira a desrespeito com os católicos em particular e com os cristãos como um todo.

Escoltada pelo ex-seminarista e atual petista Gilberto Carvalho, chefe de gabinete de Lula, e por Gabriel Chalita — neolulista, neodilmista e neo-socialista, deputado federal eleito pelo PSB (SP) —, Dilma foi à Basílica de Aparecida, na véspera do dia de Nossa Senhora, onde assistiu à missa. Depois, concedeu uma entrevista coletiva e se disse devota de Nossa Senhora de Aparecida. Então tá!

Em abril de 2009, Dilma concedeu a já famosa entrevista à revista Marie Claire, aquela em que defendeu a legalização do aborto. Ela também falou sobre a sua religiosidade e seu vínculo com Deus. Vamos ver o que ela disse:

“Fui batizada na Igreja Católica, mas não pratico. Mas, olha, balançou o avião, a gente faz uma rezinha”.

Rezinha? Depois do “amor Belchior” — “Foi por medo de avião/ que peguei pela primeira vez na sua mão…” —, Dilma descobriu o “catolicismo Belchior”. Vejam vocês: nem o triunfo do heliocentrismo de Copérnico sobre o geocentrismo de Aristóteles pôs fim a Deus. Mas um avião imune a turbulências, se e quando isso for possível, tornaria o Altíssimo obsoleto.

Eu tenho a impressão de que o esforço de Dilma para se mostrar uma convertida é contraproducente; acho que isso mais irrita os cristãos do que propriamente os mobiliza ou impede de mudar de idéia. Se poucos eleitores desistiram da petista por causa de sua opinião sobre aborto ou religião, esse esforço de última hora talvez consiga o que a repulsa dos cristãos mobilizados não conseguiu até agora. Não é possível defender a descriminação do aborto até abril de 2009 e depois dizer que mudou de idéia; não é possível afirmar o que ela afirmou sobre Deus há pouco mais de um ano e depois posar de católica convicta. E, entendo, não é prudente. Mas isso é com os petistas. Eles devem saber o que fazem de sua campanha.

No dia 14 de maio, ao sair de “Missa dos Excluídos”, que encerrou o 16º Congresso Eucarístico Nacional, promovido pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), em Brasília, Dilma foi indagada sobre o aborto. E deu esta resposta:

“Não é uma questão se eu sou contra ou a favor; é o que eu acho que tem que ser feito. Não acredito que mulher alguma queira abortar. Não acho que ninguém quer arrancar um dente, e ninguém tampouco quer tirar a vida de dentro de si”.

Encerro

Está tudo aí:
1 - o aborto é comparado à extração de um dente;
2 - Dilma reconhece que se trata de “vida”;
3 - mas ela insiste no “que tem que (sic) ser feito”.

Ninguém está atribuindo a Dilma uma vírgula que ela não tenha dito. Quem quer que a tenha aconselhado a ir a Aparecida hoje, acredite, candidata, deu-lhe um mau conselho., eleja-se a senhora ou não. Aparecida é um lugar de fé, oração e peregrinação para devotos de Nossa Senhora. Não pode fazer parte de campanha eleitoral.

PS - Gilberto Carvalho tirou licença ou estava matando o trabalho à custa dos brasileiros?

Por Reinaldo Azevedo

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Falso ou verdadeiro?





ESTA FOTO É MESMO EM UM TERREIRO DE MACUMBA?



Se isto for verdade, a Paraíba vai estar em tormento e tribulações maiores a partir de janeiro de 2011.

Eu fico aqui pensando no slogan que fez com que Ricardo Coutinho vencesse Maranhão no Primeiro Turno. Você se lembra?

"Vou fazer pela Paraíba o que fiz em João Pessoa". E muita gente, sem o devido conhecimento da verdade dessas palavras, meteu voto no homem.

Será que os paraibanos vão aceitar o Estado ser entregue a satanás?
Isso contraria a Palavra de Deus, que diz:

"Feliz é a nação (estado) cujo Deus é o Senhor" - Salmo 33:12

Lula descobriu que não é Deus. Que legal!

Renato Vargens(RJ)

O Presidente Lula, que fez em média dois comícios por dia em favor de Dilma no primeiro turno, completou ontem 24 horas sem qualquer comentário sobre o resultado das eleições. O interessante é que Lula, fez mais comícios para Dilma Rousseff do que para ele próprio na campanha de 2006.

Talvez o silêncio de Lula se deva ao fato de que ele difinitivamente tenha descoberto que não é Deus.

Lula, "o todo-poderoso tupiniquim" por razões diversas, achava que elegeria sua candidata em primeiro turno. No entanto, para sua frustração isso não aconteceu. Para decepção do presidente, em 03 de outubro o povo brasileiro lhe desferiu um tapa de luva de pelica não acatando suas determinações partidárias, optanto por não colocar uma tartaruga em cima do poste.

Isto posto, gostaria de aproveitar o silêncio presidencial e sugerir ao chefe da nação que continuasse quieto deixando a sua candidata falar.

Segue abaixo um pedido especial ao presidente Lula:

Prezado Lula, neste segundo turno, deixe a Dilma falar. Deixe ela mesma expor suas propostas de politicas públicas para a nação. Está ficando chato ver o senhor o tempo todo falando na campanha dela. Por favor, encarecidamente eu lhe peço, deixe a mulher falar.

Sabe presidente, a impressão que tenho é que o senhor não confia muito na capacidade de Dilma em andar com os próprios pés, falar com a própria boca, ou pensar com a própria cabeça, mesmo porque, nos programas gratuitos de TV ela quase não fala. Tudo bem, o programa é bonitinho, os jingles são legais, as fotografias interessantes, mas presidente, vamos combinar uma coisa? O povo quer ouvir a Dilma. O povo quer ver se de fato ela é brilhante como o senhor diz, quer perceber se ela não é tão arrogante como parece, e se ela tem condições de governar esta nação.

Presidente, por que será que o senhor tem tanto medo que a canditada do seu partido abra a boca? Será que o senhor está preocupado que ela demonstre para sociedade brasileira a sua incapacidade técnica e politica para exercer a presidência do país?

Presidente, permita-me eu lhe fazer um último pedido: Não iluda o povo vendendo gato por lebre. O senhor sabe que Dilma é absolutamente despreparada para excercer um cargo de tal magnitude. Deixe a mulher falar, deixe o povo conhecê-la, até porque, agindo assim o senhor poupará a nação de um dos maiores equivocos politicos da nossa história.

Pense nisso!

Ricardo Coutinho quer fazer pela Paraíba o que fez em João Pessoa

A QUEM RICARDO COUTINHO SERVE?

Esculturas distribuídas por RC pode ser orientação de mãe de santo

Depois da “carranca, porteiro do inferno” instalada pela Prefeitura Municipal de João na entrada da Universidade Federal da Paraíba, à época do alargamento da Avenida Pedro II, agora o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) está distribuindo esculturas em formato de cavalos pretos pela cidade. Segundo artigo do blog do Dércio, a instalação das esculturas faz parte da orientação de uma mãe de santo. Cada uma delas está sendo instalada em pontos estratégico da cidade, tipo portais. E, como todos sabem, 7 é um número cabalístico.

Orientado por uma mãe de santo baiana, Ricardo Coutinho espalha estátuas do "cavalo do cão" pela cidade

Depois daquela polêmica do “porteiro do inferno”, que hoje guarda a entrada da UFPB, soube que o prefeito Ricardo Coutinho mandou construir sete estátuas metálicas. Cada uma delas está sendo instalada em pontos estratégico da cidade, tipo portais. E, como todos sabem, 7 é um número cabalístico.

São cavalos alados fixados ao chão como se fossem guardiões. A versão que circula, no entanto, talvez não agrade a população católica e evangélica. Ateu e obstinado, Ricardo teria feito um pacto metafísico com uma mãe baiana, que recomendou a blindagem espiritual da Capital, como torres em uma fortaleza medieval.

Um dos “cavalos do cão”, como já foi batizado pela população, está naquela confluência de entrada dos Bancários, Mangabeira e Valentina, e visa fechar o corpo do prefeito e daquele colégio eleitoral em seu favor.

Outro "cavalo do cão" está posicionado no girador do Altiplano e também visa resguardar toda aquela área. Depois do “porteiro do inferno”, só faltava agora essa de espalhar “cavalos do cão” pela cidade. Logo mais postarei imagens de cada estátua e a opinião dos populares.


Fonte: Blog do Dércio

Redação

Essa polêmica em João Pessoa ganhou proporções elevadíssimas, principalmente depois que foram feitas as denuncias de que “obras de artes”, estaladas nos corredores viários da Capital, sejam frutos de um pacto espiritual, para que o então prefeito Ricardo Coutinho se torne governador do Estado.

Leia a matéria abaixo, extraído do blog da vereadora Eliza Virgínia (JP)

DIREITO DE RESPOSTA

Caso o senhor Ricardo Coutinho sinta-se ofendido pela matéria (redigida pelo jornalista Dércio e publicada em seu blog), reproduzida neste blog, terá direito ao espaço para defesa, caso entenda ser necessária.

Jornalista Gomes Silva

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Que vergonha! Deputado que se diz evangélico organiza evento para impor a fiéis a apoiar a mentirosa

Os petistas marcaram para a amanhã (sexta-feira), às 10h, uma reunião em Brasília de lideranças de igrejas como a Universal do Reino de Deus, a do Evangelho Quadrangular, a Batista e a Assembleia de Deus. O objetivo é unificar os discursos dos pastores, para que peçam votos dos fiéis nos cultos marcados para a véspera do pleito (sentiu a jogada, impor aos membros no culto do sábado a votar na mentirosa candidata do apoiador do casamento gay, Lula?). A tarefa, no entanto, promete ser difícil. O apoio à petista coloca várias instituições evangélicas em cantos opostos da mesa.

O encontro, organizado pelo deputado federal e bispo da Assembleia de Deus Manoel Ferreira (PR-RJ), terá protestos de fiéis. Eles estão descontentes (1) com a decisão do religioso de anunciar o apoio do Ministério Madureira — ramo importante da Assembleia controlado por Ferreira —, à candidatura petista. “O que estamos querendo denunciar é a questão do voto de cabresto. Querem criar um curral eleitoral, estão vendendo algo (os votos dos fiéis) que não será entregue”, critica o servidor público Ismael Almeida, membro da igreja.

O maior ponto de insatisfação de parte dos evangélicos com o apoio a Dilma é o desprezo à candidatura de Marina Silva, da Assembleia de Deus. “O pastor está confundido eleição com religião, quer lucrar politicamente com a instituição. O que chama mais a atenção é que temos uma evangélica nas eleições”, reclama Ismael. Ramificação rival do Ministério Madureira dentro da Assembleia, a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil decidiu permanecer à margem do processo eleitoral, mas a maior parte dos pastores da instituição aderiu à campanha de Marina.

O bispo garante que as igrejas não anunciaram apoio a Marina porque a candidata verde não buscou entendimento com o segmento religioso. “Ela lançou o nome dela sozinha e está trabalhando sobre ele, não houve conversas, apoiamento, nada mais forte. Se ela tivesse nos procurado, pode ter certeza de que receberia o nosso apoio”, garante o bispo da Assembleia. A contar pela receptividade prometida por parte dos fiéis na sexta-feira, a unidade em torno de Dilma pode desmoronar no dia da eleição.

Os evangélicos contrários ao apoio à petista devem promover o protesto com diversas faixas, exigindo o posicionamento da candidata em temas polêmicos como a questão do aborto, a união homoafetiva e a descriminalização da maconha. A manifestação será semelhante à enfrentada por Dilma no fim de julho. O encontro de sexta está marcado para a sede da Assembleia de Deus em Brasília, na 910 Sul, às 10h.

Fonte: Correio Braziliense, com reparos da editoria deste blog

NOTA DA REDAÇÃO

O líder organizador desse movimento é do PT, que é favorável ao aborto e ao casamento gay. Ele diz na matéria que o seguimento religioso só não apoiou Marina Silva porque não foi procurado. Procurado pra que ? queriam vender as igrejas como estão planejando, inclusive com a suspeita de que vão aproveitar o culto de sábado para "obrigar" os fiéis a apoiar a candidata mentirosa do PT.

Sou um pastor quadrado, mas continuo a dizer: O meio evangelico está corrompido. Muitos estão fugindo de sua missão evanglizadora para transformar igrejas em cabide e emprego, de troca de bnesses; de conquistas financeiras. Como está Jesus Cristo contemplando parte de sua igreja sendo transformada em um "covil de ladrões de consciência humana por um bocado de aproveitadores?

Sinceramente, esta não é a igreja do Deus - Todo´-poderoso.
Igreja não é mercadoria para ser negociada com político(a).

Separação: Tristeza que afeta muitos casais

Pr. Gomes Silva

Nesses quase dez anos como ministro do evangelho, conselheiro e comunicador educacional já me deparei com inúmeras situações desagradáveis. Mas não tem coisa pior do que um relacionamento conjugal desfeito. O problema atinge o casal, os filhos, os pais, amigos, o trabalho etc. Desfaz velhas amizades e acaba efetando a história da família - célula mater da sociedade.

Quem está de fora sempre encontra um culpado para o fim de um relacionamento conjugal. Ele ou ela vai acabar pagando a conta do pré-julgamento. Por que? porque são muitas pessoas que têm uma vida conjugal equilibrada, porém só de aparência e, que, mesmo assim, não concorda com o fim de um relacionamento.

Infelizmente, existem relacionamentos que já começam desfeitos. No prejuízo. São aqueles relacionamentos que surgem por conta de um descuido e que não tem nenhuma base de sustentação. Ele está firmado em sexo. Quando surgem as responsabilidades, começam as previsões dos críticos de plantão. O rapaz, que tinha tudo dos pais enquanto estavam em casa, agora tem o dever de prover o sustento para a família, o que o levará a acordar cedo, a procurar emprego. O dinheiro que ganhar já não é para farras, mas para cumprir as necessidades de casa. Vai pensar duas vezes antes de fazer um investimento. Ele agora tem uma pessoas para amar todo dia.

Já a mulher precisa entender que a partir do momento que casa, o marido passa a ser seu "dono". Que não pode viver mais a vida de dormir e levantar-se a hora que quiser; que não pode viver as amizades como se fosse ainda solteira; não terá mais liberdade para viver uma vida liberal. O que se vê, hoje, são jovens "perdidas" na vida, na família, na cozinha, na cama, no planejamento.

Então o que acontece? Um relacionamento conjugal entre dois jovens, que não querem viver essa nova realidade, não pode dá certo. Principalmente, porque a maioria dos jovens casa para fazer experiência; e já pensando: "Se não der certo, eu acabo". Esse é o tipo de mente retrógrada, sem a capacidade de expressar pelo menos o sentimento familiar, conforme a Palavra de Deus.

Aí os dois começavam a arrumar encrenca. Um diz que não ama mais; o outro diz que está arrependidos por ter casados. E assim vão empurrando o problema de relacionamento conjugal boca adentro. De repente, a surpresa: Um deles resolve pegar o boné e voltar pra casa. Enquanto isto, o que fica, além da vergonha e dor, ainda carregará o trauma da traição, da perda, da confiança perdida, sem falar no abalo na estrutura familiar.

Família é dádiva de Deus e não se pode estar brincando com coisa sérias.

Dilma consegue enganar evangélicos no RJ

Pr. Gomes Silva

Esta quarta-feira (29), foi marcada por muitas surpresas na política brasileira. A mentira deixou seu rastro assim como a falta de equilíbrio de algumas lideranças evangélicas, que esqueceram sua identidade cristã – de fugir do julgo desigual -, e exageraram em elogios e apoio a ex-guerrilheira Dilma Rousseff, segundo o jornal britânico "The Independent".

Como é que o meio evangélico se deixa levar com tanta facilidade? Lideranças de várias denominações foram convocadas pela mentirosa Dilma Rousseff. Elas foram e acreditaram na palavra dela. Ela disse que é contra o aborto (rsrsrsrsr).

A queda de Dilma nas pesquisas foi atribuída aos evangélicos; e ela encontrou uma solução: Mentir para os evangélicos, dizendo que não é contra o aborto. Tanto Dilma quanto o presidente Lula tentam esconder uma verdade já vista por milhões de brasileiros via youtube: Eles são favoráveis ao aborto e ao casamento de gays, respectivamente. Aliás, Lula ainda chamou aqueles que não aceitam o casamento gay de hipócritas. Esqueceram?

Confiram os vídeos abaixo e vejam os que eles disseram antes da queda nas pesquisas.



Veja essa entrevista de Dilma e preste atenção no que ela fala


O presidente Lula chama os contra o casamento gay de hipócritas

domingo, 26 de setembro de 2010

Setenta e sete por cento dos evangélicos acreditam que o aborto deliberado é moralmente errado

Peter J. Smith

CARROLLTON, Texas, EUA, 23 de setembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — A Associação Nacional de Evangélicos divulgou uma nova pesquisa de opinião pública mostrando o compromisso geral dos evangélicos para com a moralidade cristã tradicional e oposição ao aborto.

A pesquisa de opinião do Gallup, comissionada pela ANE, revelou que 76 por cento dos evangélicos creem que o sexo entre um homem e uma mulher solteiros é moralmente errado, 77 por cento creem que o aborto deliberado é moralmente errado e 79 por cento dizem que ter um bebê fora do casamento é também moralmente errado. Um elevado número de 87 por cento dos evangélicos também disseram que a gravidez entre adolescentes é moralmente errada.

Mas a ANE também observou que os pastores podem ter um desafio nas mãos no que se refere ao cuidado pastoral de mulheres solteiras que ficam grávidas e então temem que ter o bebê as levará a serem rejeitadas pela congregação.

“Precisamos incentivar os casais a ter a coragem e responsabilidade de honrar os presentes do sexo e da vida”, disse Aaron Mercer, diretor do projeto Fórum da Geração da ANE. “O padrão sexual da Bíblia é muito claro: abstinência fora do casamento e fidelidade dentro dele”.

“Mas quando indivíduos solteiros têm sexo e acabam concebendo, será que eles temem rejeição por parte de sua igreja quer ou não eles tenham o bebê? Quer ou não isso seja justificado, precisamos considerar suas possíveis consequências”, continuou Mercer.

A pesquisa da ANE também indicou que as congregações têm confiança em seus pastores, e os consultam para se envolverem com os desafios de gravidezes entre solteiros e adolescentes e aborto dentro de suas comunidades.

Aproximadamente 89 por cento disseram que iriam a seus pastores ou outros líderes em sua igreja em busca de orientação ou aconselhamento se estivessem tendo problemas num relacionamento ou casamento.

Mas ao mesmo tempo os entrevistados disseram que os líderes nacionais não estavam fazendo um trabalho aproximadamente tão bom em lidar com as questões do aborto e gravidez não planejada quanto os pastores locais.

Na questão das gravidezes não planejadas, só oito por cento disseram que os líderes nacionais estavam fazendo “um trabalho muito bom” e 18 por cento disseram que eles estavam fazendo um “trabalho bom”. Os líderes nacionais se saíram um pouco melhor quando o assunto era o aborto: só nove por cento disseram que eles fizeram um “trabalho muito bom” lidando com o tema, enquanto 21 por cento disseram que eles fizeram um “trabalho bom”.

Os pastores locais obtiveram notas mais elevadas: 38 por cento disseram que seus pastores locais estavam fazendo um “trabalho muito bom” falando sobre aborto, enquanto 29 por cento disseram que estavam fazendo um “trabalho bom”.

“Esses dados deveriam ser uma convocação para a ação para os líderes religiosos nacionais se envolverem de forma mais produtiva no terrível problema do aborto neste país”, observou Mercer. “É também um lembrete para os pastores locais de que eles estão nas linhas de frente. Eles têm a confiança de suas congregações e os relacionamentos com seus vizinhos — relacionamentos necessários para obterem sucesso real na redução do índice de abortos em suas comunidades locais”.


Veja os resultados completos da pesquisa aqui.
Traduzido por Julio Severo: http://www.juliosevero.com/

Fonte: Notícias Pró-Família

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Igreja de Cristo não é mercadoria

Pr. Gomes Silva

A Bíblia está cheia de exemplos de acordos feitos pelos israelitas com outras nações. Isso nunca foi aprovado por Deus. Pelo contrário, Ele sempre puniu seu povo por ter buscado apoio nas nações consideradas pagãs. Hoje, O Altíssimo continua a punir a sua igreja quando deixa de confiar Nele e procura “reforço” junto a pessoas que professam deuses pagãos.

Nesse aspecto, infelizmente, algumas lideranças cristãs continuam neófitas. Não lêem a Palavra de Deus corretamente e a contrariam. Depois vem a “mão” do Senhor à comunidade e não se sabe o que está acontecendo. Mas Deus deixou o alerta:

“O meu povo perece por falta de conhecimento”. É o que está acontecendo em muitos lugares. Mas a culpa é de quem tem está à frente das comunidades cristãs.

Mas por que?
Porque as lideranças estão negociando as igrejas, colocando-as como escape para se locupletarem financeiramente neste período político. E o que é pior. Estão comprometendo a liberdade do rebanho (como são chamados os seguidores de Cristo, o pastor dos pastores), com agentes políticos. Ou seja, por conta dos comerciantes do “reino”, os membros perdem a liberdade de analisarem os políticos e votarem conforme a sua consciência.

Conheço pastores que estão mais comprometidos com políticos do que a moça e o rapaz ao subirem ao altar.

Senhores pastores, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, confiada ao seu pastoreio, não é mercadoria. Fuja dos inconversos e confie mais no Senhor. Ele vai suprir as necessidades da sua igreja.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O brasileiro pode reclamar de que?


"Tá Reclamando de que? " Tá Reclamando do Lula? do Serra? da Dilma? do Arruda? do Sarney? do Collor? Do Renan? do Palocci? do Delubio? Da Roseanne Sarney? Dos politicos distritais de Brasilia? do Jucá? do Kassab? dos mais 300 picaretas do Congresso?

Brasileiro Reclama De Quê?

É incrível como nós, brasileiro, temos o hábito de reclamar de tudo. Vê defeito em tudo quanto é gente, mas esquecemos que muitas vezes praticamos atos nocivos iguais aos cometidos pelos políticos a partir de seus parlamentos.


Muitos falam que o vereador não faz nada, mas esquece que isso é competência do Executivo; outra: nunca aparece às sessões da Câmara e na época na política fica lamentando a ausência do político; a gente reclama dos deputados, senadores, contudo, poucas pessoas procuram saber o que está fazendo o político em que votaram.

O Brasileiro é assim:

1. - Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. - Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. - Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. - Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, e até dentadura.

5. - Fala no celular enquanto dirige.

6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. - Pára em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. - Viola a lei do silêncio.

9. - Dirige após consumir bebida alcoólica.

10. - Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas
desculpas.

11. - Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. - Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao trabalho.

13. - Faz " gato " de luz, de água e de tv a cabo.

14. - Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. - Compra recibo para abater na declaração do imposto de
renda para pagar menos imposto.

16. - Muda a cor da pele para ingressar na universidade através
do sistema de cotas.

17. - Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota fiscal de 20..

18 - Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. - Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. - Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
fosse pouco rodado.

21. - Compra produtos pirata com a plena consciência de que são pirata.

22. - Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. - Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da
roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. - Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. - Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. - Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis.... como se isso não fosse roubo.

27. - Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que
recebe das empresas onde trabalha.

28. - Falsifica tudo, tudo mesmo... só não falsifica aquilo que
ainda não foi inventado.

29. - Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

30. - Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolve.

E quer que os políticos sejam honestos...

Escandaliza- se com a farra das passagens aéreas...

Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?
Brasileiro reclama de quê, afinal?

E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!

Vamos dar o bom exemplo!

Espalhe essa idéia!

"Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores
(educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso planeta, através dos nossos exemplos..."
Amigos!
É um dos e-mails mais verdadeiros que recebí!
A mudança deve começar dentro de nós, nossas casas, nossos valores, nossas atitudes!

sábado, 4 de setembro de 2010

Para reflexão

“A vida do Servo de Deus sempre será na dependência do Espírito Santo. Fora disso, é mera ilusão”Pr. Gomes Silva

As autoridades também devem ser obedecidas

Pr. Gomes Silva
Jornalista
Está explícito em Colossenses 3:22: "Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus".

O apóstolo Paulo, ao escrever aos colossenses, teve o cuidado de instruir os seguidores de Cristo a obedecerem aos senhores (autoridades) não apenas de aparência, com o objetivo de agradar o homem, mas de coração, sendo isto uma atitude de temor a Deus.

Em síntese, a palavra de Paulo exorta-nos a obedecer às autoridades. Isto não está acontecendo em Campina Grande. Este foi um dos problemas surgidos entre os adventistas e judeus a partir do momento em que a Secretaria Municipal de Educação noticiou que os alunos da Rede Municipal teriam aulas de reposição aos sábados, considerado um dia de descanso por eles.

Os alunos terão que fazer reposição em função da greve dos professores, considerada inconstitucional pelo Ministério Público. Mas os religiosos requerem direito de culto. Que coisa!

Esses grupos religiosos são incompreensíveis e querem algo que fogem à regra. Quem é o professor que vai voltar à sala de aula no domingo por capricho dos religiosos? Ninguém. Nem recebendo caro pela aula extra.

E qual é o prejuízo espiritual de uma criança, jovem ou adolescente pelo fato de frequentar no sábado a mesma escola que ele é educado durante semana? Agora, para a Prefeitura, sim, é um grande prejuízo. Já pensou ter que pagar um extra ao professor para dá aula a duas ou três alunos numa escola, a mais dois ou quatro em outra escola?

Um líder adventista chegou a afirmar à reportagem do Diário da Borborema no dia 18 de agosto último que, “acima de tudo está a obediência a Deus”. Esse versículo está em Atos 5:29. Equivocadamente, ele falou de um texto em que Pedro está se defendendo no Sinédrio perante o sacerdote, que tentava proibi-lo de pregar e ensinar a Palavra de Deus.

Que o internauta analise as duas situações e veja se tem sentido o uso do referido versículo como justificativa.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Limpando o lixo com dignidade

Pr. Gomes Silva

Depois de mais um culto familiar (noturno), eu e a minha esposa voltávamos para casa quando uma cena nos chamou a atenção. Dois jovens, uma criança e mais um jumento com uma carroça. Objetivo: Aproveitar no lixo colocado nas calçadas o que fosse possível, principalmente garrafas de refrigerante.

Logo começamos a comentar sobre o que víamos. Chegamos à conclusão de que, quem quer trabalhar, tem serviço. Tem como se virar sem perder a prórpia identidade.

E mais. Aqueles dois jovens, às 22h, juntando garrafa mostravam que, mesmo sem emprego, é possível fugir da tentação das drogas, da bandidagem, da contravenção penal etc. No caso de uma jovem, ela pode muito bem trabalhar numa casa de família, em serviços gerais em uma empresa. Contudo, porém, para muitas delas isso é um demérito. Demérito? Não. É uma atividade honesta.

Hoje, muitos querem viver bem sem fazer esforço algum. Como isto é praticamente impossível em nossa cultura, boa parte desses que assim pensam, parte para a prática do roubo, do assalto à mão armada, venda de drogas e acabam sendo vítima de seus próprios planos.

Concluo aconselhando você, querido internauta, a não desistir dos seus sonhos. Estude, enfrente os desafios, busque ajuda de pessoas equilibradas e entregue sua vida, seus caminhos ao Senhor e o mais Ele fará por você (Salmos 37:5). Creia no Senhor, sujeitai-vos a Deus, obedeça a seus pais e Deus te iluminará.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Elogios ao pastor Silas Malafaia & Cia

Pr. Gomes Silva

Quando apontamos o erro de alguém, temos a obrigação de parabenizar essa mesma pessoa quando ela acerta. Foi o que aconteceu ao pastor Silas Malafaia. Ele deu uma grande furada teológica, incentivando as pessoas a dedicarem um ano de aluguel (dividido em 12 meses) ao final do qual o cidadão receberá uma casa do Senhor (veja vídeo abaixo). Hoje, no entanto, sinto-me no dever de elogiar o mesmo pastor pelo pronunciamento feito em prol do evangelho, ou melhor, dos princípios bíblicos, da vida, chamando a atenção dos evangélicos para o cuidado na hora do voto.

Concordo plenamente com o que diz o pastor Silas Malafaia. Temos que botar nos parlamentos pessoas que tenham compromisso com a verdade, que defenda a família e a vida.

Existem muitos homens sérios. Mas para representar bem o povo, eles precisam do nosso voto. Vamos votar, sim. Não deixe que esse espaço seja ocupado por pessoas descompromissadas com os valores morais e os princípios bíblicos.

Site: www.fernandocarvalho.org

Veja o vídeo com o pastor Silas Mafalaia



segunda-feira, 30 de agosto de 2010

A Voz do Brasil não pode parar

Pr. Gomes Silva

O Brasil é um país de apaixonados. Existe paixão por tudo. Cachorro, gato, carro, mulher, homem, criança, dinheiro, posição social, politicagem, passeio, conversa fiada, dormir, comer etc. Eu não estou fora dessa lista. Contudo, humanamente falando, eu sou um apaixonado por rádio. Dificilmente alguém me encontra sem esse ele. Só não o levo para a igreja porque não tenho como pregar e ouvir rádio ao mesmo tempo.

E que tipo de programação você gosta no rádio? Alguém poderia me perguntar. A resposta é direita: escuto programas de notícias, a exemplo da “Voz do Brasil”, que não deveria, jamais, ser esquecido pelos brasileiros dada a gama de informações que ela transmite diariamente para milhares de município cujos moradores da Zona Rural não possui outros meios de comunicação.

Sou ouvinte assíduo da Voz do Brasil desde o tempo em que estudava no antigo Mobral, numa escola noturna que funcionava na residência da professora Neuza, no sítio Boa Sorte, Município de Picuí. Em seguida vinha outro programa importante e que ensinou a muita gente: Pojeto Minerva, que ia das 20 às 20h30min.

Indo ou voltando à escola - ou até mesmo nos intervalos das aulas a base do velho “lampião de gás” -, o radinho de pilha estava ligado e nos dando informações precisas do que acontecia na Capital das Decisões Políticas.


O Programa A Voz do Brasil sempre foi um das maiores de informações em nossa nação.

Infelizmente deram cabo ao Projeto Minerva. E, igualmente, querem fazer o mesmo com a “Voz do Brasil”. É de se pensar que muitos deputados e senadores perderam o senso do que realmente é importante para informar à nação. Talvez eles não conheçam a péssima programação da TV, que investe mais em deserviços à nação do que em educação e informação do real que se vive hoje no País, salvando-se apenas pequenas matérias para não passar em branco. Hoje, a TV dá mais valor e espaço ao que fere a dignidade do homem do que publicizar os valores morais.

Senhores parlamentares, não acabem com a Voz do Brasil...

Voltarei ao assunto, inclusive relatando detalhes da Voz do Brasil

INCA apresenta pesquisa sobre o perfil dos fumantes brasileiros

Para marcar o Dia Nacional de Combate ao Fumo, comemorado ontem, o Instituto Nacional do Câncer, o INCA, divulgou nesta segunda-feira (30/08) o relatório final da pesquisa especial de tabagismo, realizada em 2009. O estudo apresenta o perfil dos fumantes brasileiros e mostra, inclusive, o impacto financeiro na vida das famílias com pessoas que fumam. Hoje o Brasil tem 25 milhões de fumantes, o equivalente a mais de 17% da população acima de 15 anos.

A pesquisa é a mais completa já realizada no Brasil. Os dados foram coletados em mais de 51 mil domicílios. O estudo revelou que as mulheres estão começando a fumar muito cedo, antes dos 15 anos.

A boa notícia é que, na hora de largar o vício, o número de mulheres que consegue parar de fumar é o dobro do de homens. E o INCA disse que, nos últimos 12 meses, 45,6% dos fumantes tentaram parar. Entre os jovens, os homens representam a maioria dos fumantes. Esse público também foi o que se mostrou mais vulnerável às propagandas de cigarro. E jovens entre 15 e 24 anos não costumam procurar ajuda para deixar de fumar.Os gastos com cigarros também foram analisados. De acordo com o estudo, casais fumantes gastam em média quase R$ 1.500,00 por ano com cigarro.

Na Câmara, 164 projetos sobre o tabagismo estão sendo analisados. As propostas vão desde o ressarcimento obrigatório ao SUS pelo gasto com pacientes com doenças causadas pelo cigarro até a proibição da venda de cigarro em locais próximos a escolas. Mas embora a maioria das propostas seja antitabagismo, também há espaço para representantes da indústria do fumo que defendem a importância dessa atividade econômica para o país.

Outra pesquisa divulgada neste fim de semana revela que, apesar da intensa divulgação dos problemas causados pelo cigarro, a falta de informação sobre doenças respiratórias é muito grande entre os brasileiros. Por exemplo, 90% dos entrevistados não associaram o câncer de pulmão ao hábito de fumar. E 47% não souberam citar um único sintoma da doença. E tem até quem não acredite nos prejuízos do tabagismo passivo, ou seja, que a fumaça do cigarro traz malefícios também aos não fumantes. Eles respondem por 1% dos entrevistados. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Datafolha, em 143 municípios, por encomenda da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.

Hanna Costa
Repórter

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Aprisco eleitoral

Pr. Euder Faber

Estamos mais uma vez nos aproximando de um período eleitoral, e lamentavelmente a postura de alguns líderes, mais uma vez, esta deixando a desejar. Há dois extremos dentro do meio evangélico, que devem ser evitados. O primeiro é o de total aversão a questões políticas, levando as pessoas a uma atitude apática beirando a alienação; o segundo é o de um envolvimento promíscuo, onde as questões pragmáticas de interesse pessoal ou denominacional se sobrepõem as de interesse coletivo e do evangelho.
Nesse período alguns líderes inescrupulosos tratam suas igrejas como um verdadeiro “curral eleitoral”, digo melhor, “aprisco eleitoral, já que no nosso meio as pessoas são chamadas carinhosamente de ovelhas, em referência ao nosso Supremo Pastor Jesus Cristo.

Pastores não têm o direito de negociarem apoio da sua Igreja a quem quer que seja não pode tratar suas denominações como um “curral eleitoral”, vendendo as consciências de seus membros, como se tivessem poder para isso. O Povo de Deus é livre e pertence unicamente ao Senhor Jesus Cristo, e não a esses ditos líderes que estão olhando apenas para seus interesses denominacionais, políticos e pessoas. E muito menos ainda a partidos que historicamente tem se oposto as principais bandeiras do cristianismo, no que diz respeito à família e a vida!

Sei que há muitos líderes cristãos que estão preocupados com o futuro do nosso país, que têm orientado seus membros a fazerem uma escolha consciente e não uma negociata na hora do voto.

Como Povo de Deus e detentores da mente de Cristo, temos que fazer a diferença na próxima eleição, votando em pessoas que defendam a vida, a família nos termos tradicionais e tenham compromisso com os princípios e valores cristãos.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

A chatice da política

Pr. Gomes Silva

A eleição deveria ser assim: Dia da eleição só votar quem realmente sentisse no coração o desejo de sair de casa para sufragar o nome de alguém. Comício, carreata, carro de som, nada disso era para existir.

Deveria ficar apenas a chatice do horário gratuito no rádio e na TV. Afinal, os menos esclarecidos precisam de orientação para enxergar o menos ruim nessa luta pelo poder.

Quer saber de outra coisnha chata na política? São aqueles candidatos que não têm a mínima condição de ganhar, vão para a tv prometer o que ao podem fazer e jogar conversa fora; outros vão à telinha com cara de moralista, acusam outros postulantes na esperança de atrair rejeição do povo ao adversário. Isso é uma vergonha para esses metidos a políticos, que, na realidade, estão querendo aparecer ou pensando em pegar uma “boquinha” mais tarde junto aos eleitos na majoritária.

Alguns desses “postulantes” deveriam saber há muito tempo que lugar de palhaço é no circo. E não numa coisa tão séria como é a política. Aliás, deveria ser. Esse meio virou uma bagunça e um picadeiro de acusações. E o besta do eleitor ainda fica brigando por quem nunca teve um mínimo de respeito por ele. Às vezes ataparece um ou outro com boas, eu escrevi “boas” intenções, mas, como é “moda”, quem tenta andar direito dificilmente será visto pelo eleitorado.
Que pena!

Voltarei ao assunto.