quinta-feira, 18 de março de 2010

Chico Xavier está no inferno.

Pr. Renato Vargens

A imprensa brasileira celebra o lançamento do filme onde se comemora os 100 anos do nascimento do médium espirita Chico Xavier.

Francisco Cândido Xavier, nasceu em Pedro Leopoldo, região metropolitana de Belo Horizonte, era filho de Maria João de Deus e João Cândido Xavier. Chico Xavier como mais tarde veio a ser conhecido, foi educado na fé católica. Chico teve seu primeiro contato com a doutrina espírita em 1927, após fenômeno espiritual verificado com uma de suas irmãs. Desde então, passou a estudar e a desenvolver sua mediunidade que, como relata em nota no livro Parnaso de Além-Túmulo, somente ganhou maior clareza em finais de 1931. O seu nome de batismo Franciso de Paula Cândido foi dado em homenagem ao santo do dia de seu nascimento, tendo sido substituido mais tarde pelo nome paterno de Francisco Cândido Xavier. Ao romper com o catolicismo romano Chico escreveu seus primeiros livros. Chico Xavier foi sem a menor sombra de dúvidas o mais conhecido dos espíritas brasileiros, tendo psicografado mais de 400 livros, incentivando o movimento espírita a revelar sua adesão à doutrina sistematizada por Allan Kardec.

Caro leitor, ainda que a imprensa exalte as obras de Chico Xavier, a Bíblia nos ensina que a fé desenvolvida pelo médium o levou para o inferno. Sim! Chico Xavier está no inferno. Por mais honesto e caridoso que ele tem tenha sido, ele está no inferno. Ele está sofrendo juntamente com todos aqueles que negaram a fé e ensinaram o falso evangelho. Ele está lá com todos que corromperam o evangelho da graça, ensinando um cristianismo de obras e carmártico. Ele está no inferno por ter ensinado e acreditado na doutrina da reencarnação, ele está no inferno por não ter recebido Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador, ele está no inferno por consultar os "mortos" e espíritos enganadores.

Prezado amigo, Chico Xavier não foi a reencarnação de Allan Kardec. A reencarnação não existe, ela é uma doutrina falsa e demoníaca. Chico Xavier foi um pecador como todos os homens e como tal indesculpável diante de Deus. Chico Xavier está no inferno, por não ter tido os seus pecados perdoados pelo unigênito de Deus.

Pense nisso!

quinta-feira, 11 de março de 2010

Sociedade: veja o que está acontecendo

Kátia e Gabmar
Tive a felicidade de esta semana, mais precisamente, na segunda-feira, fazer uma visita ao casal Kátia Virgínia e Gabmar Cavalcanti – pais do nosso amigo Alisson Teles. Fiquei “encantado” com vivência musical dos dois.
Parabéns para o casal. Realmente, vocês são realmente pessoas finíssimas.

Miranda
Recebi a visita do cronista social Tavinho Miranda, que por 19 anos ininterruptos escreveu importante coluna no Jornal Diário da Borborema.
É bem provável que Tavinho volte ao colunismo social, agora, escrevendo em um jornal da Capital de grande circulação no Estado.
Vamos torcer para que dê certo. Afinal, Tavinho fica cada vez mais impaciente quando não está registrando os fatos sociais da Serra da Borborema.

Felipe Tiago Gomes
Fique muito feliz ao tomar conhecimento de que em Picuí foi criado o Memorial Felipe Tiago Gomes, fundador da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade – CNEC, e Comendador da Educação no Brasil. A iniciativa é de Valdemiro com quem tive o prazer de trabalhar por muitos anos na CNEC de Picuí.
Eu vou voltar ao assunto posteriormente.

Sem ônus
Não é uma propaganda paga. É o reconhecimento à grandeza, à organização e ao atendimento do Restaurante Campina Grill, na Rua Manoel Tavares, no Alto Branco, saída para o Brejo.
É um empreendimento requintado e de bom gosto. Além disso é um lugar ideal para atender aos mais exigentes paladares.
De parabéns estão seus proprietários!

Algaroba
Li, ontem, uma edição atrasada do jornal Diário da Borborema do dia 21 de fevereiro. Lá tem uma matéria falando que a algaroba é de grande utilidade. Concorda!
Voltarei ao assunto da algaroba. Afinal, foi comendo algaroba verde e maxixe cru nos tabuleiros, limpando mato, para que escapamos da escassez de alimento na década de 70.

Você tem matérias sociais? Então envie para
pr.gomessilva@gmail.com

quarta-feira, 10 de março de 2010

O BBB e a inversão dos valores éticos e morais

Vladimir Chaves
vladimirchaves@hotmail.com

O lixo produzido pela TV Globo e transmitido diariamente em horário nobre, é merecedor do repudio de todos os que primam pela ética e a decência moral. É incompreensível a cegueira das nossas autoridades diante de tamanha afronta aos nossos valores morais, a nossa cultura, aos lares e principalmente as nossas crianças e adolescentes.

Um empresa que funciona via concessão pública num total desrespeito a sociedade brasileira, (graças à omissão dos poderes constituídos), produz e transmite um lixo de programa que tenta a todo custo, inverter os valores morais de nossa sociedade. Um excremento de programa que super valoriza a intriga, o ódio, a inveja, a ambição, as drogas, a prostituição e a promiscuidade sexual.

Espero que a crescente indignação dos cidadãos e cidadãs brasileira possa despertar o judiciário, o legislativo e as instituições sérias como a OAB, CNBB, UNE, dentre outras. É preciso dar um basta às transmissões do “bordel mais vigiado do mundo”, um antro onde um monte de sem neurônios são divididos por grupos, com alcunhas pejorativas de “sarados”, “cabeças”, “ligados”, “belos” “coloridos” e por ai vai, uma latrina que acumula uma Big Banalidade com odor de Besteirol.

O BBB dos sem neurônios, na verdade é um show de futilidades comandado por um individuo de mente atrofiada que adora chamar de herói os “boys e as girls” que nada produzem e nada fazem, desvirtuando até mesmo o sentido da palavra herói.

Desfrutando de uma concessão pública a TV Globo deveria estar comprometida com os propósitos educativos e culturais do país, no entanto faz o inverso, e é diante disso que acredito que é preciso potencializar a nossa capacidade de indignação, pois, pior do que as catástrofes causadas pelas guerras e os fenômenos naturais, à degeneração dos nossos valores morais, cristãos, éticos e sociais poderão nos levar a um caminho sem volta, a um precipício desconhecido, mas presumível.

Não podemos nos dar por vencido, não devemos permitir que os imundos enterrem os nossos valores morais, cristãos, culturais e sociais.