terça-feira, 11 de agosto de 2009

Já que Veneziano disse, eu reafirmo

Pr. Gomes Silva

Quando cheguei a Campina Grande, lá pelos anos 80, do século passado, conheci o jornalista Humberto de Campos. Comentarista esportivo dos mais gabaritados que tive o prazer de conhecer na nossa “pequenina e heróica”, além de um exímio articulista do Jornal Diário da Borborema, onde fomos contemporâneos. Lembro-me que ele sempre dizia: Eu não sou baú para guardar segredos. Aprendi essa lição. Contudo, “esqueci” em nome da lealdade a fontes fidedignas.

O que quero dizer com isso? Fui informado por uma alta figura da política da Paraíba (e olha que o homem já faz tempo que ocupa cargos públicos importantes), que me assegurou que pelo lado do governador José Maranhão muita coisa já está definido para as eleições de 2010. A única “dúvida” está no nome que deverá concorrer candidato a vice-governador de Maranhão, já que está dependendo de acertos com os partidos de aliados.

E para minha surpresa, o prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (não sei por que cargas d´águas), veio a público, agora, antecipando a sua renúncia ao cargo para disputar a vice-governadoria ou uma das duas cadeiras do Senado destinadas à Paraíba. Claro que isso faz parte do jogo político. Porque, de fato, e podemos afirmar em primeira mão, que Veneziano será um dos candidatos do PMDB ao Senado. O outro nome seria o do deputado federal Luiz Couto (PT), mas ele não está contente com a idéia. A linha de raciocínio dela versa sobre outras pretensões políticas. Talvez, a reeleição.

O vice-prefeito José Luiz Júnior, que tem tinha para 2010 a pretensão de concorrer à deputação federal, optou pela administração municipal, mesmo que, pelo período de dois anos. Aliás, um antigo sonho do ex-jogador de Galo e Raposa. Assim, teremos – pelo que tenho conhecimento -, o primeiro prefeito evangélico de Campina Grande. Claro, dependendo do que possa acontecer, pois, em política tudo pode acontecer.

Pelo menos as declarações de Veneziano, que estão hoje nos principais jornais do Estado, deixam claro um detalhe: Que ele (O Cabeludo), está mais do que nunca afinadíssimo com o governador José Maranhão, descartando, assim, qualquer possibilidade de ir para outro partido para concorrer ao Governo do Estado.

______________
Antes de ser pastor, o jornalista Gomes Silva viveu e acompanhou a política paraibana por mais de 25 anos