sábado, 12 de setembro de 2009

Périplo pela Capital das Acácias

Hoje, estive em João Pessoa cumprindo agenda de atividades ligadas ao Encontro Para a Consciência Cristã. Estive no Gabinete Civil do Governador José Maranhão. Depois fui ao Tribunal de Justiça do Estado, Câmara de Vereadores, Prefeitura da Capital e Assembléia Legislativa.

Em todos os lugares que cheguei fui muito bem recebido. E, o que é melhor, revendo velhos amigos e companheiros de trabalho na esfera governamental estadual.

Dois fatos me chamaram a atenção e que muito me alegraram.

1) Na Prefeitura de João Pessoa encontrei uma sala reservada para cultos e orações. Os funcionários, ao chegarem, podem ir direto para a sala orar e depois começaram. O que me garantiu a funcionária Ismina

2) Quando fui saindo da Assembléia Legislativa, ia entrando dona Lúcia Braga, com quem não falávamos havia uns 10 anos. Ela parou, pensou e eu falei diante da dúvida dela: A senhora está com dúvida? Sou eu mesmo, Gomes Silva, sim, lá de Picuí. Ela fez um sorriso, riu e continuamos a conversa por pouco tempo, já que ela ia às pressas participar de uma Sessão Especial na Casa de Epitácio Pessoa, quando seria (como foi) sabatinada pelos deputados quanto ao trabalho desenvolvido por ela à frente da Fundação de Ação Comunitária - FAC.

Realmente, vi que a ex-deputada federal não me esqueceu apesar do tempo do nosso último contato.

Lúcia Braga tem uma história política marcada pelo trabalho junto às camadas mais carentes do Estado, sobretudo na periferia da Capital. E para ela e para o seu esposo, o ex-governador Wilson Braga, trabalhamos por vários anos, integrando à equipe do ex-prefeito de Picuí, Severino Pereira Gomes.