terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Fora do Caminho não há salvação

Você segue viagem por um caminho. Pode andar poucos ou muitos quilômetros em várias direções com o objetivo de atingir inúmeros objetivos, ou viver o resto da vida caminhando em uma só direção com a certeza da conquista de um só objetivo: A Pátria Celestial – Filipenses 3:20-21.

Acontece, no entanto, que muitos caminham, caminham e, de repente, sem antes alcançar a sua meta almejada, resolvem deixar esse caminho para retroceder ou trilhar pelas águas turvas da vida: efêmeras e sem esperança.

Na tentativa de acertar seus próprios passos, em busca de novos ares, o homem se concentra em vários caminhos na esperança de que, através de seus esforços, alcance, realmente, sabedoria, alegria, paz, felicidade plena, vida confortável, status, prosperidade etc. Contudo, uns não sabem, outros esquecem da exortação contida na palavra de Deus: “Pois, que aproveitar o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca de sua alma?” – Mateus 16:26.

Ou seja: De que adianta ter tudo nesta terra, bons empregos, ótima oportunidade de trabalho se não estiver sob a direção divina?

Jesus Cristo nos alertou cerca vez, dizendo: “vigie e ore porque o espírito é forte, mas a carne é fraca” – Mateus 26:41. Fraca diante das ofertas malignas que advém de vários setores da sociedade promíscua e descompromissada com a verdade. Em João 14:6, Cristo faz uma afirmação para o ser humano refletir o passo seguinte de sua vida: “Eu sou o Caminho (...) ninguém vem ao pai senão por mim”.

As palavras de Jesus Cristo, tanto no primeiro quanto no segundo versículo, lidas e observadas sob as bases da exata exegese, coloca o homem na posição correta para decidir seu futuro no aspecto espiritual, principalmente.

Ao homem foram dados dois caminhos: o do bem e do mal, além do livre arbítrio para seguir seus desejos, embora em Isaías 55:8, o Senhor deixa claro que o caminho Dele não é o caminho do homem nem o pensamento do homem é o Seu pensamento. Todavia, Deus respeita a decisão deste, embora não concorde com decisões erradas, pois Ele “não se alegra na morte de ninguém. Por isso é necessária a conversão (de toda e qualquer pessoa) para viver” – Ezequiel 18:30-32.

O homem tem que escolher um caminho entre dois. E, apenas um é o verdadeiro: Jesus Cristo – João 14:6. Ou seja, dependendo de sua decisão, tu podes ir para o céu ou para o inferno.

Se você ainda não teve o prazer de caminhar nos braços do senhor ou seguir suas firmes e leves pisadas na areia da vida, meu conselho é que você venha depressa porque o tempo se abrevia, pois estamos chegando à reta final da septuagésima semana de Daniel (Daniel 9:240). Agora, se você já conhece esse caminho (Jesus Cristo – único mediador entre o homem e Deus, conforme 2º Timóteo 2:5) não se desanime diante das intempéries no período da caminhada. Não se desvie desse caminho que leva para a vida eterna. Porque Jesus Cristo jamais o abandonará (Hebreus 13:5); e ainda tem confirmado a sua vitória.

Agora, a escolha é sua: Jesus (vida eterna) ou o mundo de pecado, desilusão (inferno). Pense bem antes de tomar uma decisão. Mas se lembre: Nada melhor do que desfrutar do amor de Deus, que deu Seu Filho Unigênito para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha vida eterna – João 3:16.

Creia, abra seu coração e venha correndo para os braços do Senhor. Ainda há um pouquinho de tempo!

Pastor Gomes Silva
Jornalista