terça-feira, 4 de novembro de 2008

Essa tal ansiedade ...

Jason Figueira

"Prefiro viver 10 anos a 1000, do que 1000 anos a 10". Essa frase do cantor e compositor Lobão não só traduz seu modo de vida, mas o de toda uma geração. O homem dos anos 90 tem buscado e exaltado a diversão. Na era da informática, a vida das pessoas também ganhou mais velocidade. Com a rapidez da informação, o cotidiano de ser humano também é alterado, fazendo com que todos tenham pressa de viver tudo o que podem e também de resolver os problemas em sua vida como se faz no computador, num piscar de olhos. As pessoas querem viver e conhecer tudo que a vida lhes oferecem, e esse parece ser o único objetivo, principalmente dos mais jovens. Em sua ânsia por sentir o gosto da "vida" eles experimentam drogas, se prostituem e entregam-se a qualquer tipo de prazer, sem se lembrar que para todo ato existe uma conseqüência. Tudo isso é apoiado implicitamente pela mídia e os meios de comunicação que tem enfatizado sem seus programas a promiscuidade, o adultério, e todo tipo de anormalidade está sendo encarada com a maior naturalidade, invertendo-se os valores.

A expectativa de vida é algo que também tem ocupado a mente do homem moderno, numa eterna busca pela "fonte da juventude". Cientistas afirmam que encontraram a solução para um maior longevidade, com um medicamento que atrasa o envelhecimento das células. Dentro de pouco tempo o homem viverá 200 anos ou mais, mas só não se tem a explicação de como fazer para alimentar esta superpopulação daqui a 50 anos. Os problemas atuais ainda não foram resolvidos, mas vamos deixar isso para depois, afinal de contas queremos é viver mais! Queremos viver mais intensamente a vida! O homem tem conseguido um certo êxito nisso, pois o indivíduo dos anos 20 não realizava a metade das atividades que temos em nosso dia-a-dia e em percebemos.

O acompanhante de toda essa velocidade e agitação é o crescente estresse que perturba a maioria das pessoas hoje em dia. Muitos jovens estão escolhendo viver menos tempo mas com maior intensidade a vida, fazendo qualquer coisa que sentem vontade. O homem está preferindo viver 10 anos a 1000. Quer seja usando drogas, bebidas, cigarros ou com a promiscuidade sexual (provocando doenças como a AIDS), o homem tem encurtado sua vida, que é um dom oferecido por Deus.

A ansiedade parece ser inevitável atualmente, e toda essa pressa de ter que correr atrás de muitos objetivos tem causado nas pessoas a impressão que não temos tempo para nada. Acabamos por nos esquecer que a Bíblia diz que "tudo tem seu tempo determinado, há tempo para tudo debaixo do céu. Tempo de plantar e tempo de colher. Tempo de semear e tempo de colher o que se semeou". Com a crescente tecnologia e conhecimento, o homem passa a acreditar em seus "super-poderes" e nem se lembra de que é dependente de Deus. Muitos só acreditam em si mesmos e buscam nos bens materiais, como dinheiro, um carro ou uma casa, a felicidade tão procurada. Infelizmente descobrem que esses bens trazem somente uma satisfação momentânea e, como nos ensina a Bíblia, "de que adianta ter o mundo inteiro e perder a sua alma?". Deus tem o controle do passado, presente e futuro e é necessário você crer que ele conhece seu futuro também.

A pressa que algumas pessoas tem de viver tudo instantaneamente acaba muitas vezes encurtando sua própria vida. Deus tem todas as respostas para sua vida, basta somente crer nele e deixar que ele tome o controle. Toda ansiedade passará a não ter mais sentido, juntamente com o "medo do amanhã", pois Ele nos ensina "buscar primeiramente o reino de Deus e a sua Justiça, e todas as outras coisas lhe serão acrescentadas".

Não quer experimentar?

Reflitam e tenham uma semana abençoada!!!

Reflexão enviada pela Delta Turismo