quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Consciência Cristã: Como tudo começou?

Pr. Gomes Silva

Hoje, um repórter do jornal associado Diário da Borborema, perguntava-me: Quem foram os fundadores do Encontro Para a Consciência Cristã? O meu coração ferveu, pois, até agora nunca tivemos a preocupação de levar a público quem, realmente, criou esse, que é o maior evento apologético da América Latina. Isto porque nunca demos destaque a esse detalhe, mesmo porque nunca houve o desejo de “aparecer” em cima desse megaevento.

Na realidade, o Encontro Para a Consciência Cristã foi idealizado (e realizado pela primeira vez em 1999), na mesa do Jornal Diário da Borborema, quando ali trabalhávamos como Editor de Esportes.

Cássio Cunha Lima, eleito prefeito de Campina Grande, fazia uma visita ao Diário da Borborema. E, naquela ocasião, tivemos a oportunidade de sentar à mesa: eu, ele e o jornalista Josusmá Barbosa, então editor do jornal. Foi quando lhe fiz vê que ele estava apoiando um outro evento, que só trazia prejuízos espirituais a Campina Grande e mostrei a realidade dos fatos. E Cássio, com um semblante meio apavorado com o que ouvira, disse:

- Meu irmãozinho (assim ele sempre se dirigia a mim, desde à época em que eu trabalhava na Campanha Nacional de Escolas da Comunidade – CNEC, e ele deputado federal), eu sou o prefeito de todos os campinenses. Tenho que atender a todos.

Conversa vai conversa vem, Cássio lançou uma espécie de desafio.

- Meu irmãozinho, junte um grupo de pastores e criem um evento para refutar esse ao qual você se refere e eu ajudarei -, disse Cássio talvez sem pensar que diante dele estava um “um sem-juízo” e que aceitasse o desafio.

Começamos a trabalhar, mas sozinho ninguém vai a lugar algum. Foi quando procurei o meu pastor, à época, Ridalvo Alves da Silva, relatei a minha conversa com o então prefeito e ele topou fazer o encontro, faltando 25 dias para o início do carnaval. Depois de muita sondagem, chegamos à conclusão que deveríamos convidar o hoje pastor Euder Faber, que já fazia um trabalho de panfletagem na rua, evangelizando em períodos de grandes eventos na cidade. Ele topou e começamos o Encontro Para a Consciência Cristã tendo apenas 23 dias para trabalhar na montagem da estrutura. E como preletor, Ridalvo convidou o pastor Joaquim de Andrade – SP, e o pastor Jorge Issao Noda, então na Presbiteriana Central, para serem os preletores.

O evento cresceu e tivemos que criar uma entidade para administrar o encontro. Foi aí que surgiu a VINACC – Visão Nacional Para a Consciência Cristã, já no quarto encontro.

Daí por diante, o evento cresceu de forma muito rápida, a ponto de ter que realizá-lo no Parque do Povo, principal praça de eventos de Campina Grande. E hoje recebe um público circulante de cerca de 80 a 100 mil pessoas durante os sete dias de realização.

Essa é a história que marcou o início do maior evento apologético da América Latina da qual tenho a alegria de ser sido o seu idealizador, incentivado pelo então prefeito de CG, Cássio Cunha Lima.

Consciência Cristã: À disposição de todos

Pr. Gomes Silva

Será nesta quarta-feira (10), a abertura no Parque do Povo, em Campina Grande, de mais uma versão do Encontro Para a Consciência Cristã, o maior evento apologético da América do Sul. 33 preletores, 21 eventos paralelos, 91 seminários e mais sete grandes concentrações noturnas compõem a grade estrutural do encontro, que tem entrada gratuita.

O pastor Antônio Carlos, aquele mesmo que costumeiramente vai à Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, fazer seus protestos contra a violência na Cidade Maravilhosa, será o preletor de abertura do conclave evangélico.

As outras atrações são: A orquestra Átrios de Louvor e o Coral Silvino Silvestre, ambos da Igreja Assembléia de Deus, em Campina Grande, a cantora Lílian Paz, do Rio de Janeiro, e o cantor Cristiano Borges, de Campina Grande, serão as novidades musicais. Com um detalhe: Cristiano vai tocar o Hino Nacional no violão de seis cordas.

O Encontro termina na próxima terça-feira. Até lá milhares de pessoas deverão passar pelo Parque do Povo e participar das atividades que serão desenvolvidas, com destaque para a Ação Social e Cidadania com Cristo, Projeto Jonas, as concentrações noturnas e seminários.