terça-feira, 2 de outubro de 2018

eu teria vergonha de ser seguidor do PT e deLula

* Gomes Silva
Recebi um vídeo com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se encontra preso na carceragem da Política Federal condenador por corrupção e lavagem de dinheiro e muito mais. Assisti com atenção, mas não suportei ir até o fim. Deixo essa tarefa para você que o apoia.

Ele incentiva o petistas a negarem a existência do fascismo e o nazismo que impera dentro do partido, quando ele diz:

“O PT precisa convencer as pessoas a negação da política fascismo, nazismo... qualquer outra coisa, menos DEMOCRACIA”.

Isso nos levar à seguinte conclusão: Os seguidores do PT já tem uma ladainha pronta quando são contestados. Eles chamam de fascistas e de nazistas, justamente seguindo a orientação do líder da seita, chamada PT.

Outra: O que mais os petistas “defendem” é a democracia. Mas, que democracia, já que para o seu guru ela é o que menos interessa? Isso é uma hipocrisia sem tamanho!

Em seguida, Lula chama a população para destruir tudo que o Estado produzir dizendo que o País é o que menos interessa:

“Por isso é que é importante as pessoas participarem do PT. Convencer as pessoas a mudarem, ´pás` pessoas destruírem tudo que o Estado faz (...) porque o que menos interessa é o País. O Estado Nacional deixa de existir”, disse Lula.

Isso é um absurdo! Como é que um homem que se diz líder “mundial” tem essa mentalidade de destruir tudo que o Estado faz? Esse homem é capaz de tudo. Não é por acaso que existem denúncias gravíssimas de sua participação na morte de muita gente por aí afora, sobretudo de Celso Daniel, cuja filha deputada federal, hoje candidata a senadora pelo Estado de São Paulo, é a autora dessas denúncias.

Em seguida ele fala sobre os meios de comunicação e planeja o uso dos jovens como massa de manobra:

“Nós precisamos de um meio de comunicação que o dono diga em quem vai votar; de quem ele gosta, sabe, todo santo dia. É quase que uma fábrica de vender notícias negativas (falsas). Então, tem gente no nosso meio madura e não aparece. Nós precisamos convencer a juventude do que nós queremos fazer. E aí eu acho que a gente vai convencer muita gente a vi para o PT”.
Depois, Lula volta a falar de democracia. A dele:

“Então, o que eu quero sugerir ao partido: Qualquer outra coisa, menos democracia. Fascismo, nazismo. E o partido vai se autofiscalizar”.

(Desculpe a construção das frases, pois as citei da mesma forma como ele as pronunciou)

Resumo da ópera: Neste momento, ao ouvir essas declarações do Lula, guardas às sete chaves entre petistas, eu teria VERGONHA de seguir as orientações de um “líder” dessa forma, que defende a democracia, mas a nega entre seus pares. E o povo acreditando em suas mentiras e armadilhas para a nação brasileira.

Conclamo aos petistas sérios, que lutam realmente por um País decente a dizer “não” a essa turma maligna, liderada pelo presidiário Lula.

* O autor é jornalista




sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Estudante de CG ganha prêmio internacional com tijolo sustentável

O Tijopor foi idealizado e desenvolvido por Daniel Pessanha, estudante de Engenharia Civil da UNINASSAU em Campina Grande.

Foram mais de três anos de pesquisa para finalmente chegar a um produto pronto com a promessa de revolucionar o mercado da construção civil no Brasil e no mundo. O resultado é o Tijopor, tijolo sustentável feito com isopor, gesso e uma quantidade mínima de água. O projeto foi idealizado e desenvolvido pelo estudante do oitavo período de Engenharia Civil, Daniel Pessanha que trabalhou na pesquisa e desenvolvimento do protótipo no Grupo de Pesquisa em Engenharias Gerais - NPEG da UNINASSAU, no campus Palmeira. O projeto nasceu da necessidade de desenvolver um tijolo sustentável que não passa pelo processo de queima, como um tijolo comum, além de impactar positivamente no meio ambiente. 

A notoriedade do projeto veio com a aprovação da ideia no concurso Hackbrazil que, para os selecionados, é a primeira parte da Brazil Conference, evento que seleciona projetos com potencial de crescimento exponencial e busca solucionar problemáticas no Brasil.  Na oportunidade os aprovados para a Brazil Conference ganham apoio intelectual e financeiro a partir de mentorias, viagens e reuniões com possíveis investidores em negócios nascentes. Orientado pela professoraCristiane Rodrigues, Daniel conseguiu aprovação para participar do evento na universidade de Havard e estudar a ideia de negócio nos laboratórios do Massachusetts Institute of Technology – MIT, universidade privada de pesquisa localizada em Cambridge, Massachusetts, EUA.

Daniel está estudando e trabalhando no projeto do Tijopor internacionalmente, desde abril de 2018. O jovem de 22 anos já passou por países da Europa e América do Norte apresentando o projeto até que a sua apresentação na Brazil Conference rendeu umas das cinco primeiras colocações na colocação final para investimentos. Daniel relatou um pouco da experiência que obteve por causa da mentalidade empreendedora. “O evento foi fantástico, conversei com muitos investidores e pessoas influentes no empreendedorismo, foi realmente uma vitrine para os projetos. Mostraram caminhos e oportunidades para os finalistas de possibilidades de pós-graduação nas universidades de Harvard e MIT. O lugar (Harvard e MIT) transpira inovação e tecnologia, então deu realmente energia pra continuar nessa trajetória, tanto do projeto quanto nos estudos”, destacou.

Na Brazil Conference, todos os jovens empreendedores brasileiros tiveram a chance de participar de diversas palestras, em vários painéis. A mestre de cerimônias do evento foi a jornalista Mariana Godoy e o apresentador Luciano Hulk, o que deixou os jovens bastante empolgados. Entre as principais apresentações estavam: Dr. Dráuzio Varella; Fernanda Gentili; Lars Grael; Carlos Brito, presidente da Ambev; David Neeleman, fundador da Azul Airlines, entre outros. No final da noite, Daniel conta que assistiu a palestra de encerramento com a cantora Anitta, falando da sua trajetória e da sua vida como empreendedora no ramo musical na América Latina. Algumas figuras importantes na política brasileira também passaram pelo palco da Brazil Conference, a exemplo do pré-candidato à presidência da república, Ciro Gomes e a procuradora da república Raquel Dodge.


Planos para o futuro

Depois de toda preparação do projeto de universidade que já tem status de Startup Daniel já está na busca por investimentos externos aqui no Brasil. O estudante pretende em curto e médio prazo fechar parcerias com cooperativas e associações de catadores de resíduos sólidos, motivando-os a coletar o isopor que é destinado em locais impróprios. E ainda, conscientizar o poder público sobre a contribuição da sua empresa com os municípios na corrida pela sustentabilidade ao entrar em conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS que é uma problemática no Brasil.

Das pequenas as grandes empresas que trabalham com a matéria prima também podem fechar parcerias com o negócio a partir do descarte consciente viabilizando grandes quantidades de isopor, para uma atuação social de apoio mútuo. Para Daniel, com as métricas certas e metas atingidas a longo prazo, é possível que o Tijopor ganhe larga escala no Brasil e possivelmente no mundo.

Em agosto o estudante representou o brasil em eventos que aconteceram nas cidades de Washington, New York e New Jersey, tratando de problemas e soluções dadas pelos jovens acerca das 18 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU – ODS, a convite da própria embaixadora dos jovens na ONU, Susana Sakamoto, pela sua performance no application do evento.  A volta ao Brasil foi tranquila e para Daniel o momento agora é de realinhar novas oportunidades de investimentos e disponibilizar o produto no mercado brasileiro.

Da Redação
Com Ascom

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Após polêmica com igrejas, Bolívia cancela novo código penal


O presidente Evo Morales anuncia na TV o cancelamento da medid [Crédito: Enzo de Luca/ABI/Xinhua]
O presidente boliviano, Evo Morales decidiu neste domingo (21) cancelar a aplicação do novo código penal do país, que vinha sendo alvo de críticas de diversos setores da sociedade, como igrejas cristãs igrejas-acusam-evo-morales-de-criminalizar-conversao-na-bolivia.shtml), médicos, professores e outros.

Os religiosos diziam que as novas regras criminalizavam a evangelização, o que o governo nega. O artigo 88 do texto incluía no pacote de crimes que tratam do tráfico de pessoas o "recrutamento para a participação em conflitos armados ou organizações religiosas ou cultos".

Para Morales, as críticas são parte de uma campanha para atrapalhar seu governo.

"Decidimos cancelar o Código do Sistema Penal para evitar confusões e para que a direita deixe de conspirar e não tenha argumento para gerar desestabilização no país", afirmou.

Diversas entidades religiosas e da sociedade civil planejaram uma série de protestos contra o governo devido ao novo código. Também estava marcada uma manifestação de apoio ao presidente.

Com isso, o presidente prometeu no domingo enviar "uma carta para a Assembleia Legislativa nos próximos dias" pedindo a anulação do código. Ele também indicou que vai pedir aos parlamentares que refaçam a lei sem seus pontos mais polêmicos.

Segundo Morales, as críticas da oposição contra as novas regras estavam erradas.

"A mentira ganhou como tema de campanha", afirmou ele em uma entrevista para o canal de TV estatal.

A decisão de cancelar o novo código acontece em um momento que Morales completa 12 anos no comando do país e luta para disputar uma nova reeleição.

Da Redação
Com informação de A Folha de SP

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Igreja em choque após pastor cometer suicídio na Califórnia

Os membros da Igreja Inland Hills, na Califórnia, ficaram devastados pela notícia do suicídio do pastor Andrew Stoecklein. No Instagram, a esposa dele, Kayla, afirmou que o líder sofria de depressão e ansiedade.
– Não foi o milagre que eu esperava. Ele foi um esposo incrível. Por favor, orem por mim e pelos meus filhos. Não sei como vou enfrentar isso. Estou completamente desconsolada, perdida e vazia. Nunca imaginei que este seria o final de sua história – escreveu a viúva nas redes sociais.
Familiares e amigos enviaram várias mensagens de apoio e consolo. O caso surpreendeu muitas pessoas, que expressaram pesar pela perda do homem visto com exemplo por muitos.

– Meu coração está despedaçado, bem como o de muitos outros ao redor do mundo. Não encontro palavras para expressar o quanto nossa igreja e comunidade perdeu. Minha família e eu tivemos a honra de conhecer o pastor Stoecklein por muito tempo. Sua morte foi trágica, mas o legado que ele deixa é poderoso – escreveu uma fiel cujo casamento foi celebrado por Andrew.
O acontecimento despertou uma série de líderes, que voltaram a analisar a saúde mental de ministros. Paul Valo, pastor da Christ Church de Orlando comentou o assunto em seu Facebook.
– A depressão é real e os pastores não estão isentos. Tampouco são defeituosos aqueles que experimentam isso. Nesta geração, espera-se que os pastores sejam como negócios ou celebridades de famosas frases de Instagram, totalmente acessíveis, profundamente espirituais. Reduzimos o ministério a avaliações do Google. Permitam-me recomendar-lhes que orem por seu pastor e apoiem fielmente sua igreja. Provavelmente, vocês nunca se dão conta do que eles passam na vida privada – declarou Valo.
Outro comentário foi escrito pelo pastor Scott Graham, da Igreja Real Life, do estado de Illinois. Em seu Facebook, ele disse que não conhecia Andrew, mas que ficou triste com a notícia.
– Às vezes, o pastorado é difícil e muito solitário. Não é fácil ter amigos verdadeiros com os quais você possa ser honesto sem medo de ser julgado – avaliou.

Da Redação
Com informação da PlenoNews

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Jornalismo pobre ou intencional?

Há anos o jornalismo deixou de cumprir sua missão profícua como o quarto poder. Seus valores e sua importância sempre foram reconhecidos pela sociedade. Lamentavelmente, estamos acompanhando – com raras exceções -, um jornalismo feito por militantes partidários oriundos das universidades tomadas pelas doutrinas marxistas.

A função básica do bom jornalismo é o de informar, com critérios, com fundamentações, buscando as verdades dos fatos e, principalmente, levando ao conhecimento da população os fatos de interesse social, político e econômico, mesmo sabendo que em alguns setores da Comunicação a imparcialidade tenha passado longe para dá lugar às questões lucrativas e ideológicas.




quinta-feira, 26 de julho de 2018

Voltando ao local aonde vivi a infância no século 20

Sítio Lagoa do André, Município de Picuí [Foto: Google  Mapa
Ainda em Picuí, nessa viagem que fiz na semana passada, tive a oportunidade de ir ao Sítio Lagoa do André, na estrada que vai para Frei Martinho.

Para quem não sabe, nesse sítio moramos na década de 70 do século passado. Foi um tempo de muita dificuldade; de fome e muitos desafios enfrentados por mim, meus pais e meus irmãos. Esse período, farinha com sal e água era como se estivéssemos comendo um prato de feijão com carne e verduras e tudo mais nos dias de hoje.


Veja mais detalhes nos vídeos baixos







Relembrando o tempo de engraxador de sapatos em minha terra natal

Depois de alguns anos, principalmente por conta de quatro cirurgias de hérnias, voltei a Picuí, minha terra natal, mesmo sendo apenas por um dia, pois ainda não estou andando de ônibus, tipo pé duro.

Passando no centro ao lado de meu filho Sterphanyohanson pude mostrar a ele aonde eu engraxava sapato para ganhar alguns trocados. Meu ponto ficava entre a sinuca e um bar que existia à época.

Veja o vídeo



quinta-feira, 12 de julho de 2018

Se a Lei da Ficha Lima prevalecer, um abraço para a galera petista

Foto ilustrativa: Google Imagens
Depois de um bom tempo, resolvi, hoje, dá outra olhada na Lei da Ficha Limpa diante de tanta propagação dos petistas, dizendo que Lula é candidato a presidente da República.

Com certeza, os petistas não conhecem a Lei de Ficha Limpa, que foi promulgada pelo próprio Luiz Inácio Lula da Silva quando foi presidente do Brasil.

Desconhecem os petistas que a Lei da Ficha Limpa foi um projeto de iniciativa popular. Ou seja, foi o povo que encabeçou a luta pela Ficha Limpa em função da corrupção e outros males que estavam tomando conta do país naquele momento (já em 2010). E ele assinou porque pensava que, pela influência que tinha, nunca seria incomodado pela Justiça, principalmente porque tinha colocando petista em cargos importante em quase todas as esferas da Justiça. E que, teoricamente, não iriam incomodá-lo. Acabou se dando mal.
Não vou mencionar toda a lei. Apenas algumas partes, que servem para tirar dúvidas de algumas pessoas que insistem em dizer que Lula é pré-candidato à presidência da República e que até lutam para tirá-lo da cadeira para fazer campanha.

LEI COMPLEMENTAR Nº 135, DE 4 DE JUNHO DE 2010
        
Altera a Lei Complementar no 64, de 18 de maio de 1990, que estabelece, de acordo com o § 9o do art. 14 da Constituição Federal, casos de inelegibilidade, prazos de cessação e determina outras providências, para incluir hipóteses de inelegibilidade que visam a proteger a probidade administrativa e a moralidade no exercício do mandato.

Art. 2º - A Lei Complementar nº 64, de 1990, passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 1º ................................................................................................
e) os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, desde a condenação até o transcurso do prazo de 8 (oito) anos após o cumprimento da pena, pelos crimes:

1. contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público;

2. contra o patrimônio privado, o sistema financeiro, o mercado de capitais e os previstos na lei que regula a falência;

3. contra o meio ambiente e a saúde pública;

4. eleitorais, para os quais a lei comine pena privativa de liberdade;

5. de abuso de autoridade, nos casos em que houver condenação à perda do cargo ou à inabilitação para o exercício de função pública;

6. de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores;

7. de tráfico de entorpecentes e drogas afins, racismo, tortura, terrorismo e hediondos;

8. de redução à condição análoga à de escravo;

9. contra a vida e a dignidade sexual; e

10. praticados por organização criminosa, quadrilha ou bando;
f) os que forem declarados indignos do oficialato, ou com ele incompatíveis, pelo prazo de 8 (oito) anos;

(...)
l) os que forem condenados à suspensão dos direitos políticos, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, por ato doloso de improbidade administrativa que importe lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, desde a condenação ou o trânsito em julgado até o transcurso do prazo de 8 (oito) anos após o cumprimento da pena.
(...)
“Art. 15.  Transitada em julgado ou publicada a decisão proferida por órgão colegiado que declarar a inelegibilidade do candidato, ser-lhe-á negado registro, ou cancelado, se já tiver sido feito, ou declarado nulo o diploma, se já expedido.


Por: Gomes Silva

Jornalista Independente

Ninguém está acima da lei, inclusive Lula

Pr. Gomes Silva
Foto ilustrativa: Google imagens

De longe tenho acompanhado o imbróglio envolvendo a Justiça, PT e seguidores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso por causa de prática de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o tríplex do Guarujá-SP.

O que me chama a atenção é o inconformismo que domina o íntimo de os seguidores do ex-presidente Lula. Eles sabem que seu líder errou, cometeu o pecado da corrupção, porém, insistem em defendê-lo com o argumento de que não houve golpe, pois não há provas.

Os petistas (esquerdistas, comunistas) esquecem que Lula foi acusado, investigado pelo Ministério Público e pela Polícia Federal, entre outras. O processo foi para um juiz de primeira instância (13ª Vara Criminal de Curitiba), onde foram ouvidas 87 testemunhas (contra ou a favor) e quem foi honesto em seu depoimento não surtou. Contou a verdade, a exemplo do zelador do prédio, que afirmou: “Para nós foi dito que o apartamento era do ex-presidente”. E sempre foi o próprio que abria o apartamento para Marisa e Lula entrarem.

Lula foi condenado em primeira instância a pouco mais de 9 anos de reclusão. O processo foi para a análise na segunda instância (TRF-4), onde a pena foi aumentada para 12 anos e um mês.

Inclusive, a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou com um pedido de liminar no Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, com sede em Genebra, no qual pedia que o órgão solicitasse ao governo brasileiro que impedisse a prisão dele até que se esgotassem os recursos contra sua condenação em todas as instâncias da Justiça. O que não prevaleceu.

Já fizeram de tudo.  Inclusive entrando com pedidos de habeas corpus para soltar Lula junto ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ). E, em apenas um dia, a presidente, ministra Laurita Vaz, negou de uma só vez, 143 habeas corpus protocolados por terceiros pedindo a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desde que o desembargador Rogério Favreto praticou aquele verdadeiro ataque kamikaze para "soltar" Lula.

Os petistas não podem exigir uma soltura de seu líder muito menos a sua participação no processo eleitoral porque todos os recursos foram julgados e rejeitados pelas cortes jurídicas do País, inclusive no Supremo Tribunal Federal, onde estão presentes diversos ministros indicados pelos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff.

Tentaram dá um golpe no povo brasileiro com aquele armação para soltar Lula aproveitando o desembargador Rogério Favreto, da 4ª Região. Só que esqueceram que foram esgotadas todas as oportunidades de recurso, seja após a 2ª Instância, seja com o acionamento do STJ ou do STF. Nesse caso ocorreu o trânsito em julgado da decisão – Ou sejam, sem cabimento a novos recursos. Daí ter sido considerada uma armação o que o desembargador Favreto fez durante seu plantão na 13ª Vara Criminal de Curitiba.

Isto significa, então, que Lula está preso e tem que cumprir a pena. E ponto final. Se o PT, juntamente com ministros petistas no STF, vão “aprontar” outra armação, como aconteceu com Favreto, não sabemos.

Os petistas têm que conviver com essa nova realidade no partido. A de que Lula não está acima da lei e tem que pagar por seus atos de corrupção como aconteceu e vai continuar acontecendo com outros que já foram penalizados e outros que “estão” aguardando a sua vez para sentar à frente de quem tem a competência jurídica para se justificarem.

O PT devem acabar com essa história de golpe; que sequestraram o Lula com a negativa de sua soltura. Seus aficionados precisam agir com honestidade sob a pena de presenciar o fim do partido muito em breve, pois não tem argumentos para se sustentar. Seus filiados não têm como justificar o caos que promovido no Brasil durante os governos de Lula e Dilma. E a saída tem sido usar sempre o mesmo jargão: “Tiraram Dilma, uma mulher honesta, eleita por 54 milhões de brasileiros”; “Temer é golpista”, “governo ilegítimo” (Temer); “Lula é um preso político”.

Eles esquecem das pedadas de Dilma, que Temer foi colocado no poder pelo PT e que no Brasil não existe preso político. Essas justificativas já estão irritando os brasileiros que estão à procura da verdade dos fatos envolvendo Dilma, Lula, José Dirceu, empreiteiras e etc.

A continuar proliferando mentiras, através de sua militância, certamente a morte do PT é iminente.

Quem avisa, amigo é!