sábado, 2 de maio de 2009

Outdoor de motel será substituído

Outdoor de propaganda de motel que mostra mulher semi-nua deve ser substituído, a decisão foi tomada na audiência de ontem no Ministério Publico, outra audiência foi marcada para próxima quarta-feira(06), a nova data foi solicitada pelos representantes do motel que devem apresentar outra proposta de propaganda para o outdoor.


A promotora da infância e juventude, Soraya Escorel, espera que a modificação da campanha venha atender a expectativa da sociedade que teve seus princípios morais afetados “ a partir dessa decisão, isso abre um debate para que todas as mídias possam se adequar a realidade local” disse a promotora.


Um abaixo assinado com cerca de três mil assinaturas, pedindo a retirada do outdoor, será entregue na próxima audiência. A vereadora Eliza Virgínia (PPS) afirmou que pretende apresentar na próxima semana um projeto de lei que regulamente a propaganda na cidade. Além de populares participaram da audiência os proprietários do motel com o seu publicitário e advogado, a vereadora Eliza Virgínia, a promotora da infância e juventude, Soraya Escorel e o procurador do cidadão Valberto Lira. Ficou agendado uma nova audiência, às 16:h, na próxima quarta feira, nesta audiência os representantes do motel deverão apresentar um novo leiaute para o autdoor.

enviada pelo irmão Écliton Monteiro

Agora é Lei: concursos devem se adquar a princípios religiosos

Agora é Lei, foi publicado no Diário Oficial do Estado a Lei de autoria do deputado Nivaldo Manoel(PPS) que regulamenta a realização de concursos publicos na Paraíba, O projeto de Nivaldo havia sido vetado pelo governador do estado, mas, o veto foi derrubado por 22 deputados que concordaram com a legalidade do projeto. Após a publicação no Diário Oficial do Estado, no dia 23 de abril, o projeto virou lei e beneficiará a todos que por motivo de crença religiosa alegar impossibilidade de realizar provas em dias que ferem a sua crença.

Sabatinos como os adventistas não desempenham atividades, exceto religiosa, até o por do sol dos sábados. A medida de acordo com a justificativa do deputado é para garantir a liberdade religiosa, um direito que deve ser preservado pelo Estado Democrático de Direito. Para realizar provas fora do horário, nos vestibulares e concursos, os candidatos deverão comunicar aos organizadores, com o mínimo de 72 horas de antecedência, a sua impossibilidade devido sua crença religiosa. Sendo requerido pelo candidato, os organizadores de provas aos sábados deverão manter os candidatos incomunicáveis até a realização das provas para garantir o sigilo dos concursos.


“Esse era um anseio da juventude adventista da Paraíba, poder contar com esse beneficio que outros estados já garantem, o direito de competir. Agente fica muito feliz ao perceber a democracia acontecendo em beneficio de todos os seguimentos tornando-os iguais em oportunidade” , foi o que declarou o pastor adventista André Alexandre que ainda parabenizou o deputado Nivaldo Manoel por seu empenho em defesa da liberdade religiosa no Estado.

Enviado pelo irmão Écliton Monteiro