sábado, 10 de maio de 2008

Falácias do Movimento Gay

Presidente da VINACC

O movimento gay no Brasil, juntamente com o Governo Federal, tem feito um esforço descomunal na tentativa de convencer a opinião pública brasileira de que os homossexuais estão sofrendo uma verdadeira “caça às bruxas” no país.

Dados do Congresso Nacional mostram que de 1980 a 2005 cerca de 800 mil pessoas foram assassinadas no Brasil, dentre elas cerca de 2511 eram homossexuais, conforme publicação do próprio site do Grupo Gay da Bahia:

(http://www.ggb.org.br/assassinatos2005c.html),

isto é, menos de 0,5% eram homossexuais. Isto nos mostra uma extrema contradição entre o afirmado e a realidade, pois o movimento gay declara que o número de homossexuais na população brasileira atinge o percentual de 10%, enquanto que o percentual de assassinatos atinge menos de 0,5 por cento.

O próprio assessor especial da Secretaria Especial de Direitos Humanos - SEDH, Ivair Alves Santos, evitou confirmar os números apresentados pelo antropólogo Luiz Mott acerca da perseguição aos homossexuais, “alegando que os dados sobre o assunto ainda são muito frágeis”.

Infelizmente o Governo Federal, por intermédio da Secretaria Especial de Direitos Humanos, se presta a distorcer os fatos e a se colocar a serviço do movimento homossexual no Brasil, pois não há de nenhuma forma uma “caça aos homossexuais no Brasil”. O que existe é uma escalada da violência em todos os níveis em nossa nação, que ceifa por ano cerca de 50 mil pessoas: homens, mulheres e crianças que estão sendo assassinadas. Isto sim, é um problema social.

A população em geral está pagando um preço muito alto com a violência, enquanto que, com o dinheiro de nossos impostos, o governo federal privilegia uma minoria, leia-se Movimento Gay, gastando altas somas de dinheiro na promoção da causa gay.

Que Deus nos guarde de tudo isto!

Pr. Euder Faber é coordenador geral do Encontro Para a Consciência Cristã, realizado durante o carnaval em Campina Grande na Paraíba